RESUME // CURRÍCULO

🇺🇸 One of the most important thing for who wants to get into a job is to prepare the Resume, also known as Curriculum Vitae. It’s the first thing any employer will ask when offering a job. Basically all the professional information has to be put in it, with the academic certification and personal skills too.
 We like to give the best impression through the Resume. Some put a personal photo, use fancy design and add a lot of other informations. Everything we think would impress a potential employer we want to put in there. Usually, our Resume is the best version of ourselves. There’s no other place we look so beautiful, competent, well skilled and gifted like our Resume. We only say good things about ourselves.
 But if anyone asks us to say good things about ourselves and we respond: “I don’t like to do that. It’s not right to say what I’m good at”. We have some incoherences in life and this is one of them. We feel embarrassed saying good things about ourselves, while in our Resume one sheet seems not to be enough. Unless we’re lying, there’s no problem at all to put all the good things about ourselves in our Resume. Of course a Resume matters for all that is professionally important. Maybe if we should care more about the person in our Resume and bring that person to live with the rest of people in this world.
 Like an employer, people like to have the best around them. Are we offering the same level of friendship, relationship, influence as we use to offer to a potential employer? Who are you out of your Resume?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Uma das mais importantes coisas para quem busca um emprego é preparar um Currículo. É a primeira coisa que qualquer empregador vai pedir quando oferece uma emprego. Basicamente, toda informação profissional tem que ser posta lá, mais a certificação acadêmica e habilidades pessoais.
 Gostamos de causar a melhor impressão pelo Currículo. Alguns põe foto pessoal, usam papéis com design e poem várias outras informações. O que achamos que vai impressionar um empregador, pomos lá. Normalmente, o Currículo é a melhor versão de nós mesmos. Em nenhum outro lugar somos tão bonitos, competentes e capacitados do que no Currículo. Só falamos coisas boas de nós mesmos.
 Mas se alguém pedir para dizer algo bom sobre ós mesmo dizemos: “Eu não gosto de fazer isso. Não é legal falar do que sou bom”. Temos algumas incoerências na vida e essa é uma delas. Ficamos sem graça de falar coisas boas sobre nós mesmos, enquanto em nosso Currículo uma folha parece não ser suficiente. A menos que mintamos, não tem problema nenhum por boas coisas sobre nós no Currículo. Claro que o que importa num currículo são assuntos profissionais. Talvez devêssemos nos importar mais com a pessoa do nosso Currículo e traze-la para viver com o resto das pessoas neste mundo.
 Como um empregador, todos gostam de ter os melhores ao redor. Oferecemos o mesmo nível de amizade, relacionamento e influência que oferecemos no Currículo? Quem é você fora do seu Currículo? 
É isso.
Denison 

Advertisements

DEALING WITH PARADIGMS // LIDANDO COM PARADIGMAS

🇺🇸 I like to encourage everyone who have the desire for leadership. I think we should believe in everyone’s potential. The challenge itself will determine if the person will succeed or not. I can tell from my own experience, leadership is nothing but facing challenges all the time and finding a way to overcome them.
 One of the challenges is to deal with paradigms. What’s a paradigm? It’s something we tell to ourselves. In our mind we accept some ideas as the truth and we live and behave according to that, even if that idea is not really true. Leaders are constantly questioned by people about things they want to do that are “against the way they are used to do”. To take a movement forward leaders have to deal with paradigms.
 How to deal with paradigms? It’s like when we’re washing our hair with shampoo at shower. We put the shampoo in our hair and spread through out the hair until covers all. We keep our eyes close because we don’t want shampoo in them. People can talk to us and we’ll do everything with our eyes shut. Paradigms are like shampoo in our hair keeping our eyes close to see what’s really going on. If you say to someone with shampoo in the hair to open the eyes, the person will respond: I have shampoo in my hair, I can open them. Before we need to rinse the shampoo then people will feel comfortable to open the eyes.
 People tend to become strongly attached to their beliefs and the more we fight against them the more they’ll cling on them. We don’t fight against paradigms. Using patience we gain people’s confidence first.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Gosto de encorajar quem tem vontade de ser líder. Acho que devemos acreditar no potencial de cada um. O desafio por si só vai determinar se a pessoa vai ter sucesso ou não. Posso dizer, pela minha experiência, que liderança não é nada mais que enfrentar desafios todo tempo e conseguir superá-los.
 Um dos desafios é lidar com paradigmas. O que é um paradigma? É algo que dizemos a nós mesmos. Em nossa mente aceitamos idéias como verdade e vivemos e nos comportamos de acordo com elas, mesmo que não sejam verdade. Líderes são sempre questionados que o que querem fazer é “contra o que as pessoas estão acostumadas a fazer”. Levar um movimento adiante vai exigir lidar com isso.
 Como lidar com paradigmas? É como quando lavamos o cabelo com shampoo. Colocamos o shampoo no cabelo e espalhamos até cobrir toda a cabeça. Ficamos de olhos fechados porque não queremos que entre shampoo neles. Mesmo que alguém fale conosco, vamos manter os ohos fechados. Paradigmas são como shampoo no cabelo mantendo os nossos olhos fechados para ver o que é real. Se você falar pra alguém com shampoo na cabeça abrir os olhos, ele vai dizer: Não posso. Estou com shampoo na cabeça. Antes precisamos enxaguar o shampoo então as pessoas terão segurança em abrir os olhos.
 Pessoas tendem a se apegar às suas crenças e quanto mais lutarmos contra elas, mais vão se apegar. Não lutamos contra paradigmas. Usamos paciência e conquistamos a confiança das pessoas primeiro. 
É isso.
Denison 

ONLINE GRADES // NOTAS ONLINE

🇺🇸 Are we dominated by technology already? Maybe not like in Matrixx movie, but more like we are allowing technology to get our attention more than we should. We create this need and keep justifying with defensive arguments. This battle will still go on until we find a healthful way to use it in our daily routine.
 There’re two things I consider intriguing on this subject: There’re so many articles and videos warning us about the excessive use of technology and how can we access them? Through technology. Does it make sense? The other is about how much adults blame children for being addicted on using smartphones, but adults are as much addicted as children. The difference is children don’t care of justifying their addiction.
 Recently I’ve read an article about schools adopting to share students’ grades online so parents can have immediate access to them and that can help the parents to work on their children’s academic progress. Now they noticed the parents are becoming obsessive about checking the grades all the time. I would hate is they have this online system when I was in middle school. My mom would drive me crazy more than she did. So it seems that even good reasons can bring new problems. For me is evident the problem is not on the devices, but in how we’re managing our own life. How can we get the best of all worlds?
 We can’t. We have limits. There’re things we can only get if we give up another one. It’s a self-discipline issue and we're losing it. There’s a cure for that. But who likes to take medicine? That is another problem.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Já estamos dominados pela tecnologia? Talvez não como no filme Matrixx, mas mais como deixando a tecnologia dominar nossa atenção mais do que devia. Criamos essa necessidade e ficamos justificando com argumentos defensivos. Essa guerra vai terminar quando encontrarmos um jeito saudável de usá-la.
 Têm duas coisas que me intrigam nisso: Existem tantos artigos e vídeos alertando sobre o uso excessivo da tecnologia e como podemos acessa-los? Através da tecnologia. Isso faz sentido? A outra coisa é o quanto os adultos acusam as crianças de serem viciadas em usar smartphones, mas adultos usam tanto quanto as crianças. A diferença é que as crianças não se importam em justificar sua dependência.
 Recentemente li um artigo sobre escolas adotando o sistema de acesso online às notas dos estudantes, assim os pais podem ver imediatamente a nota e acompanhar o desenvolvimento dos filhos. Agora notaram que os pais estão ficando obsecrados em ficar checando as notas o tempo todo. Eu odiaria se tivesse esse sistema quando eu estivesse no ensino fundamental. Minha mãe ia me enlouquecer mais do que fazia. Parece que bons motivos podem criar novos problemas. É evidente que o problema não está nos aparelhos, mas em como lidamos com eles. Da pra ter o melhor de todas as coisas?
 Não da. Temos limites. Certas coisas só teremos se abrirmos mão de outra. Questão de auto-disciplina e estamos perdendo isso. Existe cura, mas quem gosta de tomar remédio? Aí já é outro problema. 
É isso.
Denison 

PEOPLE LAUGHING // PESSOAS DANDO RISADA

🇺🇸 Before we notice, Monday can be gone and what are we doing to enjoy the most of this day? It a new challenge every week to restart our activities, to stay motivated and to keep the good humor in high level. Do not allow sadness interfere and even if it try to, turn the power of your Sparkling Monday on.
 Laughing is one of the strengths to make a Sparkling Monday. There’s always countless possibilities to find something that can make us laugh. The most amazing thing in laughing is that is something contagious. Joy, happiness have the power to affect other people around. We can be infected by that or we could become a sort of a virus to “contaminate” other people making them laugh as much as they can.
 The proof of it is that when we see someone giving a good laughter it’s hard not to start to laugh to. When I was a kid, a friend showed me a little box with a cord. We pulled the cord and a very funny laughter began. Soon we’re laughing almost as hard as the box. It’s really funny how we don’t need to understand what’s going on. Just look at someone laughing really hard, a baby, a child or an adult and you’ll see what I am talking about. That’s a good option you can pick anytime, specially when you’re not feeling good. Look for someone easy to laugh, or go to the internet and find some. I’ve put a video here for you to try.
 We could use a good laughter any time of the day. Of course with a good sense. And maybe we can change the mood around us bringing people to laugh with us. Enjoy your day with lots of fun!
That's it.
Denison 

In this video you’ll have the whole interview and will understand why he was laughing so hard (english subtitles)
🇧🇷 Antes que notemos, a segunda-feira se vai e o que fizemos para desfrutar ao máximo deste dia? É um novo desafio a cada semana recomeçar nossas atividades, estar motivados e manter o bom humor alto. Não permita a tristeza interferir e mesmo se ela tentar, ligue a força de uma Sparkling Monday.
 Rir é uma da maneira poderosas de ter uma Sparkling Monday. São possibilidades incontáveis de encontrar algo que nos faça rir. O mais incrível em rir é que é algo contagiante. Alegria, felicidade têm o poder de afetar as pessoas ao redor. Podemos ser infectados por elas e também podemos nos tornar como um tipo de “vírus” que “contamina” outras pessoas fazendo elas rirem ao máximo.
 A prova disso é que quando vemos alguém dando uma boa risada é difícil não começar a rir também. Quando era criança, um amigo me mostrou uma caixa com uma cordinha. A gente puxava a corda e começava o som de uma risada muito engraçada. Logo a gente estava rindo muito também. É engraçado que a gente nem precisa entender o que está acontecendo. Olhe alguém rindo, um bebê, uma criança ou adulto e vai ver. É algo que pode ser feito especialmente quando não estamos bem. Procure alguém que ri fácil ou vá à internet e encontre um. Coloquei um vídeo aqui pra você tentar.
 Podemos tirar proveito de uma risada qualquer momento. Claro que com bom senso. Quem sabe se não conseguimos mudar o ambiente com uma boa risada. Aproveite o seu dia com muitas risadas! 
É isso.
Denison 

Neste vídeo você vai poder ver toda a entrevista e entender porque ele estava rindo tanto (legendas em português)

CONFUSION // CONFUSÃO

🇺🇸 Sometimes I like to play with words. I play specially when I write my texts. For me playing with words is to explore all possibilities with them. This is important when we want to say more using less words. That’s the nature of seeds. One seed can multiply itself and generate more than one sprout.
 There’s also another interesting characteristic in nature. It’s possible to joint different plants. We call it grafting. Like we can have a rootstock, which is the lower part of the three, from a lime tree, while the upper part, the scion, can be an orange tree. They do that to better develop the plant. We can do the same thing with words and give them a broader meaning. It’s also funny to play with their meaning.
 Usually words are combinations of two or three words. Like today’s word CONFUSION. That’s easy. We understand confusion as a mess or a misunderstanding. But when we look to the roots of the word we’ll see something particular. The roots come from latin con, meaning “with” and fusio “to blend, to mix”. The original meaning is to combine two different things in one, like a fusion, fusing one thing with another. And that’s why it’s a confusion, because after the fusion we can’t tell what’s one thing and what’s the other. Once everything is mixed it turned into a confusion. Sometimes even easy things can makes us confuse.
 We’ll see situations when life brings new possibilities. Sometimes two or more situations will be jointed, to turn the opportunity into something bigger. Maybe it will look like a mess, but don’t get yourself confused!
That's it.
Denison 

🇧🇷 Às vezes gosto de brincar com as palavras. Especialmente quando escrevo meus textos. Pra mim é explorar todas as suas possibilidades. Isso é importante quando queremos dizer mais com menos palavras. Essa é a natureza da semente. Uma semente pode se multiplicar e gerar vários brotos.
 Também existe outra característica interessante na natureza. É possível juntar plantas diferentes. Chamamos isso de enxerto. Podemos ter uma base de limoeiro com uma árvore de laranjeira. Assim se tenta o melhor possível para fazer a planta se desenvolver. Podemos fazer o mesmo com as palavras e dar a elas um significado mais amplo. Também me divirto brincando com o seu significado.
 É comum formar palavras com junção de duas ou mais. Como a palavra de hoje CONFUSÃO. Essa é fácil. Entendemos que confusão é uma bagunça ou mal-entendido. Mas quando olhamos na raiz, vemos algo interessante. A raiz vem do latim con, que significa “junto” e fusio, “mesclar, misturar”. O significado original é combinar duas coisas diferentes em uma, como uma fusão, fundindo uma na outra. Por isso é uma confusão, porque depois da fusão não dá pra dizer o que é um e o que é outro. Depois que tudo é misturado vira uma confusão. Às vezes mesmo coisas simples podem nos deixar confusos.
 A vida vai trazer situações com novas possibilidades. Às vezes duas ou mais situações vão se juntar, e tornar a oportunidade ainda maior. Talvez pareça uma bagunça, só tenha cuidado pra não se confundir! 
É isso.
Denison 

JUICE MAKER // CENTRÍFUGA

🇺🇸 I have a juice maker at home and I love it. I love what it does and how it does. Personally, I like to take the fruits or vegetables, cut home a put in the juice maker to see the juice filling the cup. I even like to wash it after use it and leave it in perfect use for the next time. I’ll tell you what it so interesting to me in that.
 I believe in transformation. For me is one of the most fascinating experiences in life, is when I see anything being transformed into something else. Specially when I see transformation in a person. We were created with the capability to grow, to develop, to improve and I see transformation as part of these processes. And that’s what I see when I am using the juice maker. I see transformation.
 But the interesting thing is that in this case the transformation is not about turning the fruit into something different. It’s the transformation of its condition. When a fruit becomes a liquid it’s because that liquid was in the fruit. The machine only work to bring out that part of the fruit. I don’t believe people can be transformed into something they are not. What happens is we can bring out of people characteristics they have and those characteristics can represent a transformation in them. If we’re able to make people show the best of what they are we create a power to make them love the best of what they can do.
 There’s no better felling when we love what we’re doing. The results are always amazing too. But people are not like fruit. After squeeze a fruit, we trow it off. We should never trow people off. Never!
That's it.
Denison 

🇧🇷 Tenho uma centrífuga em casa e amo ela. Amo o que ela faz e como ela faz. Pessoalmente, gosto de pegar frutas e vegetais, cortá-los e colocar na centrífuga pra ver o suco encher o copo. Até gosto de lavar a centrífuga pra deixar ela pronta pra usar de novo. Vou dizer porque acho tão interessante isso.
 Acredito na transformação. Pra mim, é uma das mais fascinantes experiências na vida. Quando vejo qualquer coisa sendo transformada em algo mais. Especialmente quando vejo transformação em uma pessoa. Fomos criados com a capacidade de crescer, desenvolver, melhorar e vejo transformação como parte desses processos. É o que eu vejo quando uso a centrífuga. Vejo transformação.
 Mas é interessante que nesse caso a transformação não é tornar a fruta em algo diferente do que ela é. É a transformação de uma condição. Quando a fruta se torna em líquido é porque o líquido estava dentro dela. A máquina só extraiu aquela parte da fruta. Não creio que pessoas se transformem em algo que não sejam. O que acontece é que podemos extrair das pessoas características que elas têm e essas características podem representar transformação para elas. Se formos capazes de ajudar as pessoas a mostrarem o seu melhor, criamos um poder que fará com que amem o que de melhor podem fazer.
 Não tem melhor sentimento do que fazer o que se ama. Resultados sempre vão ser incríveis. Mas frutas não são pessoas. Esprememos a fruta e jogamos o resto fora. Não fazemos isso com pessoas. Nunca! 
É isso.
Denison 

DATA ANALYSIS // ANÁLISE DE DADOS

🇺🇸 Being a leaderactive is to bring the leadership to the ultimate level, which is creating movement. That’s the reason leaders influence people and motivate them to action. When people start to do something towards a purpose a movement is create to change the current status to a better one.
 When creating movement we have to avoid the risk to loose direction and to get where we don’t want to. We need to evaluate where we are going and to perform a good evaluation we need to do a good data analysis. Starting with the collection of the data, the registration, the measurement, the classification, the organization, the reading, the selection and the application. Every step will guide us to where we want.
 Of course, it’s not as simple as it looks. We can do all of these and still being misguided. The data has no power to tell us what it does mean. We have to develop the ability of interpreting the data, because we can look to the data and see one thing, but depending of the context it can mean a different thing. I have a sofa bed at home, and it can help to understand what I’m saying. Looking to it I see a sofa, I can sit and use it as a sofa, but I can work on it and unfold it and have a bed in case I want to lay down. Depending on the context it can give me a different result. Not always a data is saying what it really represents.
 At the end this is not only important in business or creating movement. It’s important in situations of life. How many times did your first look of something give you a different perspective than it really was? .
That's it.
Denison 

🇧🇷 Ser um liderativo é trazer a liderança ao nível mais alto, que é criar movimento. Essa é a razão dos líderes influenciarem pessoas e motiva-las para ação. Quando pessoas começam a fazer algo em direção ao propósito, um movimento é criado para mudar a condição atual para outra que seja melhor.
 Quando criamos movimento temos que evitar o risco de perder a direção e acabar onde não queríamos. Precisamos avaliar pra onde vamos e para realizar uma boa avaliação precisamos de uma boa análise de dados. Começando com a coleta dos dados, o registro, a medição, a classificação, a organização, a leitura, a seleção e a aplicação. Cada etapa vai nos guiar para onde queremos chegar.
 Claro que não é simples como parece. Podemos fazer tudo isso e ainda perder o rumo. Os dados não têm o poder de dizer o que significam. Temos que desenvolver a habilidade de interpreta-los, porque podemos olhar e ver uma coisa, mas dependendo do contexto pode significar outra. Tenho um sofá-cama em casa e ele pode nos ajudar a entender o que estou dizendo. Olho pra ele e vejo um sofá, posso sentar e usar como sofá, mas posso mexer nele e abrir e ter uma cama no caso de querer deitar. Dependendo do contexto tenho um resultado diferente. Nem sempre os dados dizem o que representam.
 No final, isso não é só importante nos negócios ou criando movimento. É importante nas situações da vida. Quantas vezes já olhou para uma situação e teve uma perspectiva diferente do que realmente era? 
É isso.
Denison