COST-BENEFIT // CUSTO/BENEFÍCIO

🇺🇸 To create movement is the ultimate goal for the leaderactive. Creating movement has the challenge of bringing people together and align their mind and actions towards a better reality. Don’t think it’s easy. One of the most difficult things to do is to create unity between people with different backgrounds.
 The leader can make the call, motivate, organize, but at the end every person will respond according to his/her own interests and convictions. Some will step out. For as strong as the leader’s influence can be, every personal decision is made on the cost-benefit basis. People can be motivated to follow a movement, but they will always confront with the costs of making that decision. How to handle that?
 Cost-benefit is for personal and management decisions too. In a company, a huge part of the profit is based on the cost-benefit equation. The ideal is to have high benefits with low costs. But there’s another factor to be considered here: the yield. It’s not only about what costs and what we’re getting now. It’s about how much it’ll generate. I was listening to a cooking class and the lady was showing how to make bread. Interesting part was when she taught how to make the yeast out of the dough to be used to make another bread. The cost-benefit is the bread being baked, the yield is the power to generate another one.
 The leaderactive will help people to see beyond the gains. The equation is different when we see how much the gain can generate. One bread is a good income, but two breads out of one dough is a yield.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Criar movimento é o objetivo maior do liderativo. Ao criar movimento surge o desafio de juntar pessoas e alinhar sua mente e ações em direção a uma realidade melhor. Não pense que é algo fácil. Uma das coisas mais difíceis é criar unidade entre pessoas com tantas diferenças em suas realidades.
 O líder pode chamar, motivar, organizar, mas no final cada pessoa vai responder de acordo com seus próprios interesses e convicções. Alguns vão abandonar. Por mais forte que seja a influência do líder, cada decisão pessoal é baseada na análise de custo/benefício. Pessoas podem ser motivadas a seguir um movimento, mas sempre confrontarão os custos de tomar essa decisão. Como lidar com isso?
 Custo/benefício pode ser tanto para decisões pessoais quanto para administrativas. Numa empresa a maior parte do lucro é baseado na equação custo/benefício. O ideal é benefício alto e custo baixo. Mas outro fator pode ser considerado: o rendimento. Não é só o quanto custa e o quanto ganha agora. É o quanto vai gerar também. Estava ouvindo uma aula de culinária e a palestrante mostrou como fazer pão. Foi interessante quando ela mostrou como fazer fermento da própria massa do pão para ser usado para fazer outro pão. O custo/benefício é o pão assado, o rendimento é o potencial para gerar um outro pão.
 O liderativo vai ajudar pessoas a ver além dos ganhos. A equação é diferente quando vemos o quanto o ganho pode gerar. Um pão é um bom ganho, mas dois pães feitos de uma massa só é um rendimento. 
É isso.
Denison 

PAYING COLLEGE WITH DONUTS // PAGANDO A FACULDADE COM DONUTS

🇺🇸 A college student from Minnesota used to drive 270 from where he lives to Clive, IA, to pick donuts and resell them in his neighborhood, Donuts are from a very traditional brand and he noticed that in the State of Minnesota there’s no any store from that brand. Then he decided to make some profit of that.
 A local press heard of his venture and published an article about his entrepreneurship. According to the article he was using the profits to help him to pay off his student debts. The article caught the donut company’s attention and days after the student receive a phone call from the company demanding him to stop to sell the donuts in Minnesota because his sales were creating a liability for the company.
 The Donut Guy, as he became known, was about to to make his 20th trip to Iowa when he got the warning. Interesting is that he said he was expecting some kind of warning like that, but not too early. The company’s action cause some reactions from people that defending the student and soon a campaign against the company started in the social medias. Now the company changed its discuss tune. The published a statement recently saying that now they appreciate the student’s entrepreneur spirt and they are looking into the matter. It seems they want to find a good solution for both sides in this situation. 
 Have you done something good and suddenly you’ve found out there are people bothered about that? Are you aware that we can’t please everybody? Good actions are like donuts, not everybody like them.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Um estudante universitário do Estado de Minnesota viajava 430Km para uma cidade no Iowa para pegar donuts e revende-los na vizinhança. Os donuts são de uma marca tradicional que não possui lojas no Estado de Minnesota. Assim ele viu uma oportunidade de ganhar um dinheiro extra vendendo os donuts.
 Um jornal local ouviu sua história e publicou um artigo sobre seu empreendedorismo. De acordo com o artigo ele estava usando o lucro para pagar seus débitos acadêmicos. O artigo chamou a atenção do fabricante dos donuts e dias depois ele recebeu um telefonema da companhia exigindo que ele parasse de vender os donuts em Minnesota por as vendas estariam criando implicações para a companhia.
 Conhecido como “Donut Guy”, ele estava para fazer sua vigésima viagem para o Iowa quando recebeu o telefonema. Interessante é que ele disse que esperava receber o aviso, só que não tão cedo. A atitude da companhia gerou reação das pessoas que defenderam o estudante e logo uma campanha contra a companhia começou nas mídias sociais. Agora a companhia mudou o tom do discurso. Publicou uma declaração recentemente, dizendo que aprecia o espírito empreendedor do estudante e que eles estão considerando a situação. Parece que querem achar uma boa solução para ambos os lados agora.
 Tem alguma coisa boa que você fez e de repente notou que teve gente que ficou aborrecida com isso? Está ciente de que não dá pra agradar a todos? Boas ações são como donuts, nem todo mundo gosta. 
É isso.
Denison