NEW PRACTICES // NOVAS PRÁTICAS

NEW PRACTICES RISE BECAUSE WE BECOME INEFFECTIVE ON THE OLD ONES

Stephen Covey says that because of the constant of change we usually face new challenges. New challenges call for new response to meet that challenge.

This is the essence of new practices. Is not to make people’s life crazy, as a lot of people think. Is a result of an effort to face new challenges, a necessary effort. So it’s also necessary to let the old practice go. It worked for a while, but results are more important than keep inefficient practices.

Two things are important in this scenario: first, the change itself causes discomfort, so help people to overcome that. Second, keep the potential result on people’s sight. The more they face the improvements the better they will embrace it.

That's it.

Denison

NOVAS PRÁTICAS SURGEM PORQUE NOS TORNAMOS INEFICIENTES NAS ANTIGAS

Stephen Covey fala que por causa da constante da mudança normalmente enfrentamos novos desafios. Novos desafios pedem por novas reações que correspondam ao desafio.

Essa é a essência das novas práticas. Não é enlouquecer as pessoas, como muitos pensam. São o resultado de um esforço para vencer os novos desafios, um esforço necessário. Também é necessário se desapegar das antigas práticas. Funcionaram por um tempo, mas os resultados se tornam mais importantes que as práticas ineficazes.

Duas coisas são importantes nesse cenário: Primeiro, a mudança em si já causa desconforto, então ajude as pessoas a superarem ele. Segundo, mantenha os resultados potenciais à vista das pessoas. Quanto mais visualizarem as melhorias mais vão se envolver com elas.

É isso.

Denison

HOME OFFICE AND THE FUTURE // HOME OFFICE E O FUTURO

🇺🇸 One thing that everybody is thinking is how life is going to be from now on, and of course, there’re a lot of expectations going on about the future of work. Considering that we were caught unprepared this time, this new reality is something to be considered. So, is working from home something that came to stay?  
  There’s no doubt that the perspective we are having about work now is giving us the answer to that question. The experience that so many are having can allow us to rethink the working process, not only about location, but also about dynamics. Maybe we’ll have the chance to consider Bertrand Russell’s ideas, as well, Italian sociologist Domenico de Masi's concepts about work and optimization of the time. 
  Work will change, as it’s changed through out history. Working from home will become a top option, because it’s possible and less expensive to individuals and companies. Technology will enable personal interactions and faster processes with higher efficiency. There’s still a lot to be learned about organizing, dealing with disturbance and security improvement, but we’re on track. New methods will be developed and improved. New work activities will be created. Some people might complain. Don’t be one of them.
  One last challenge will remain, which is to enjoy the spare time building new and better relationships, hanging out with family and friends, enriching the spirit with culture. Are we able to make that happen? 
That's it.
Denison

🇧🇷 Uma coisa que todo mundo está pensando é sobre como a vida vai ser daqui pra frente e claro, existe um monte de expectativas sobre o trabalho no futuro. Considerando que fomos pegos de supresa desta vez, esta nova realidade é algo para se considerar. Então, trabalhar de casa é algo que veio pra ficar?
  Não há dúvida de que a perspectiva que estamos tendo sobre trabalho agora está no dando a resposta para essa pergunta. A experiência que muitos estão tendo vai permitir repensar o processo de trabalho, tanto na localização quanto na dinâmica. Talvez tenhamos a chance de considerar as ideias de Bertrand Russell, bem como os conceitos sobre trabalho e uso do tempo do sociólogo italiano Domenico de Masi.
  O trabalho vai mudar, como tem mudado através da história. Trabalhar de casa será uma opção top, por ser viável e mais barato para indivíduos e empresas. A tecnologia vai permitir interações pessoais, processos mais rápidos e com maior eficiência. Ainda há muito que se aprender sobre organização, lidar com interferências e melhoria de segurança, mas estamos no caminho. Novo métodos serão desenvolvidos e melhorados. Novas atividades criadas. Alguns poderão reclamar. Não seja um deles.
  Um último desafio vai ficar: desfrutar o tempo de sobra para construir novos e melhores relacionamentos, passar tempo com a família e amigos e enriquecer o espírito com cultura. Será que conseguiremos?  
É isso.
Denison

THERMOMETER // TERMÔMETRO

🇺🇸 A harvest comes with time. To have a plantation of words we develop thoughts and relate them with the extension the words can reach. Time has influence on the meaning of the words. Depending on the time we’re living a word can mean different things. Words and time together have the power to transform.
 As time passes and seasons change we keep looking to an object other the the clock. We keep our eyes on the THERMOMETER. That’s today’s word. The english version of a greek word. Thermos means “hot”, “heat”, while metron means “measure”. The thermometer is used to register how hot or how cold a place is, but I’m writing the obvious here. We have thermometers everywhere in these days.
 What’s not obvious is that a thermometer doesn’t tell us how the temperature is going to be the next moment. We need another device to help us on that. It can faithfully register every single change in the temperature every moment and once the temperature changes the thermometer goes with it. The thermometer lives in the present time. How many times we’ve heard about the importance of living the moment we’re in? That the present is the only time that we have? And that’s why we seek for the thermometer, because we want to know what’s going on now! Because at the end, now is what matters.
 Who lives in the present moment is the person everybody is looking at. What that person is doing, posting, enjoying. While they are living, what are we doing? Looking at someone else’s life?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Uma colheita vem com o tempo. Para ter uma plantação de palavras desenvolvemos pensamentos e relacionamos eles com a extensão que as palavras podem alcançar. Tempo influencia o significado das palavras. Dependendo do tempo ele pode ser diferente. Tempo e palavras têm poder de transformação.
 O tempo passa e com a mudança das estações colocamos os olhos em outro objeto além do relógio. Ficamos de olho no TERMÔMETRO. É a palavra de hoje. Versão portuguesa da palavra grega. Thermos quer dizer “quente” e metron significa “medida”. O termômetro é usado para registrar o quão quente ou frio o local está, mas estou escrevendo o óbvio aqui. Temos termômetros em todo lugar hoje em dia.
 O que não é óbvio é que o termômetro não diz a temperatura do próximo momento. Precisamos de outro aparelho pra nos ajudar nisso. Ele pode fielmente registrar cada mudança de temperatura em cada momento e se a temperatura mudar o termômetro acompanha ela. O termômetro vive o momento presente. Quantas vezes já ouvimos sobre a importância de viver o momento em que estamos? Que o presente é o único tempo que temos? É por isso que buscamos o termômetro, porque queremos saber o que está acontecendo agora. Afinal de contas, agora é o tempo que realmente importa.
 Quem vive o momento presente é a pessoa que todos estão de olho. O que ela está fazendo, postando, curtindo? Enquanto essas pessoas vivem, estamos fazendo o que? Olhando a vida dos outros?
É isso.
Denison 

ANTICIPATION // ANTECIPAÇÃO

🇺🇸 Time is very important in leadership. Depending on the moment a person can move from spectator to the protagonist role. The leaderactive works hard to develop a good relationship with time. A good action can be completely bad if it’s done in the wrong time. The challenge is to understand the rhythm of time.
 What means “to develop a good relationship with time”? There are two important things we should know about time: it moves forward and it leaves us the record of what happened. The first one is obvious, but there’s one detail: it doesn’t mean things will stay the same. The leaderactive will remember that. Things are going to become different, somethings are going to be better, while other worse.
 What makes a thing to turn into something better or worse? If we understand the record of time, we can develop a reading of the factors causing the changes and what’s the timeframe when the changes happen. Of course, considering that time makes things to change, let’s remember the conclusions will not be 100% precise. We’ll have a closer perception of how things happen. After reading that, a leader will take action. That’s why the leaderactive anticipates over the events, because he/she understands which influence is making things worse and which factors can improve things to become even better.
 It’s like the fuel gauge. We know it’ll move to empty, we know the milage will have impact on it, we can follow its movement towards empty, but the time when we’ll stop to refuel it’ll make the whole difference.
That's it.
Denison 

🇧🇷 O tempo é muito importante na liderança. Dependendo o momento alguém pode passar de espectador para protagonista. O liderativo da duro para desenvolver um bom relacionamento com o tempo. Uma boa ação pode ser totalmente ruim se for feita na hora errada. O desafio é entender o ritmo do tempo.
 O que significa “ter bom relacionamento com o tempo”? Têm duas coisas importantes para sabermos sobre o tempo: ele segue pra frente e deixa um registro do que aconteceu. A primeira é óbvia, mas tem um detalhe: não quer dizer que as coisas vão permanecer as mesmas. O liderativo vai lembrar disso. As coisas vão se tornar diferentes, algumas vão ficar melhores, enquanto outras piores.
 O que torna algo melhor ou pior? Se entendemos o registro do tempo, vamos poder fazer uma leitura dos fatores que causam as mudanças e em que frequência as mudanças ocorrem. Claro que considerando que o tempo muda as coisas, vamos lembrar que as conclusões não serão 100% precisas. Teremos uma percepção aproximada de como as coisas acontecem. Fazendo a leitura, um líder vai agir. Está é a razão pela qual o liderativo se antecipa aos eventos, porque entende qual influência está fazendo as coisas serem piores e quais fatores podem fazer as coisas serem melhores.
 Olhe pro medidor de combustível. Sabemos que vai chegar no vazio, que a quilometragem tem impacto nisso, podemos seguir seu movimento, mas o momento de parar e reabastecer vai fazer toda diferença. 
É isso.
Denison 

INCORPORATE // INCORPORAR

🇺🇸 Words can grow and multiply as seeds and buds. The way they do that is transforming into new terms and adjusting to the times. Because we have to talk about the past and about the present. They can even allow us to dream about the future, because words have the power the travel through time.
 They can create forms and describe forms, because most of the time, we prefer to see what we say. So let’s talk about forms. Today’s word is INCORPORATE. It’s a word with an interesting interpretation. Yes, because words have meaning and interpretation. Depending the application we can have different results and sometimes, unusual definitions, which is our case today.
 Corporate comes from the latin corporāte, derived from corpus, that means "body". That part is easy. But the prefix is not simple. The latin prefix in could mean "in", like "inside", but also "un", from "in opposition to", as in "undo". In the latin the meaning will depend on the time of the word. We can talk about "being in the body", but also say "not related to the body". This is real transformation! So the point here is not the body, but the interest in the body and the time when the interest occurs. And this is important to understand what happens when people just change opinion and seem like everything is still the same.
 We use to hear that people don’t like change. Maybe change is not the real problem. Maybe the problem is when things are not the same anymore. Because our body changes, but we still feel we’re the same. 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Palavras podem crescer e multiplicar como sementes e brotos. Fazem isso se transformando em novos termos e se ajustando aos tempos. Porque temos que falar sobre o passado e sobre o presente. Elas podem até nos permitir sonhar com o futuro, porque palavras têm o poder de viajar pelo tempo.
 Elas podem criar e descrever formas, porque na maior parte do tempo preferimos ver o que dizemos. Então vamos falar de formas. A palavra de hoje é INCORPORAR. É uma palavra com interpretação interessante. Sim, palavras têm significado e interpretação. Dependendo da aplicação podemos ter diferentes resultados e às vezes, definições incomuns, como no caso de hoje.
 Corpóreo vem do latin corporāte, que está relacionado com corpus e significa “corpo". Esta parte é fácil. Mas o prefixo não é. No latin, o prefixo in pode significar “dentro", mas também pode significar "estar em oposição a", como em "desfazer". No latin o significado depende do tempo da palavra. Podemos dizer "estar no corpo", mas poderia ser "não pertencer ao corpo". Isso é transformação! Então o ponto aqui não é o corpo e sim o interesse no corpo e o tempo quando o interesse acontece. Isso é importante pra entender o que acontece quando pessoas mudam de opinião e tudo fica como se estivesse na mesma.
 Dizem que pessoas não gostam de mudar. Talvez mudança não seja o problema. Talvez seja quando as coisas não são mais as mesmas. Porque nosso corpo muda e sentimos que ainda somos os mesmos. 
É isso.
Denison 

CHANGE OR CONTINUITY // MUDANÇA OU CONTINUIDADE

🇺🇸 Life has constants, Change is one of them. Change is present in every phase we’re in since we’re born and most of people say they don’t like change. So then comes the dilema, because they try to avoid something that will happen for sure, some time and because they aren’t prepare it gets more difficult.
 Continuity is another constant. Life follows a flow with time and events that will continue. Even when something stops, like in case of death, it continues with the legacy, and heritage and memories. Sometimes people forget and move on, sometimes they don’t forget and move on anyway.
 That question is: what’s better, to change or to continue?
 I think you’re familiar with the soccer players Messi and Cristiano Ronaldo. They are considered the world best players in the last 11 years. Messi always played for Barcelona, while Ronaldo is playing for his forth team, every team in a different country. Messi is 31 years old now and Ronaldo is 34. Ronaldo is finishing his first season for Juventus while Messi his fifteenth for Barcelona. After 15 season Messi had one of his best season, rebirthing when People believed he was done. Ronaldo is having one of his worse in Juventus, after won everything by his former club. What’s the conclusion? 
 Change can be as good as continuity. What will determine which one is the best decision is if you can see the opportunity to keep growing. We’re made to grow and the decisions we made should work for that.
That’s it.
Denison 

🇧🇷 A vida tem constantes, Mudança é uma delas. Ela está presente em cada fase que estamos desde que nascemos e a maioria diz que não gosta de mudança. Aí vem o dilema, porque eles tentam evitar algo que vai acontecer, em algum momento e porque não se preparam fica ainda mais difícil.
 Continuidade é outra constante. A vida segue com o tempo e eventos que vão continuar. Mesmo quando algo para, como em caso de morte, ela vai continuar com o legado, a herança e as lembranças. Às vezes as pessoas esquecem e seguem em frente, às vezes não esquecem e seguem em frente também.
 A questão é: o que é melhor, mudar ou continuar?
 Você sabe quem são os jogadores Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, né? Nos últimos 11 anos são considerados os melhores do mundo. Messi sempre jogou pelo Barcelona e Ronaldo está jogando pelo seu quarto time, cada time em um país diferente. Messi tem 31 anos agora e Ronaldo 34. Ronaldo está terminando a primeira temporada pela Juventus, e Messi a 15ª. Após 15 temporadas, Messi teve uma da suas melhores, renascendo quando achavam que estava acabado. Ronaldo está tendo uma das piores, depois de ter ganhado tudo pelo antigo clube. Qual a conclusão?
 Mudança pode ser tão bom quanto continuidade. O que vai determinar qual a melhor é se você pode ver a oportunidade para crescer. Fomos feitos pra crescer e as decisões que tomamos fazem isso acontecer.
É isso. 
Denison