BOREDOM // TÉDIO

🇺🇸 I have this idea that working in a field is tough. Of course that idea comes from the past, when people had no access to today’s technologies. Usually we keep the image of a handwork. I remember to visit “brother" Davino, in Tupã, working under the sun in his peanut plantation. I know how hard he did.
 Different from him, I’m from the city. I think most of the city boys would think that work in a field under the sun, digging the soil, pushing a plowshare to open the holes and spreading the seeds, wouldn’t bring any motivation. Most of them are used to play video games, or play in the concrete, or inside the house, not doing any tough handwork. Usually after doing something different from that they will say: “I'm bored!”  
 This is today’s word: BOREDOM. We’ve heard so much this word lately and I’m pretty sure some grown ups get very irritated with it. To be bored is a state where nothing is enough to please us. The word comes from the proto-germanic burōną, which means “to pierce”. Have you seen a ratchet brace? It’s a kind of drill that we use to make a hole in a wood piece, by rotating a U-shape grip. If you’re working with something like that you have to spend a long time stand, just rotating the grip. Soon you’ll be bored. We try to make life so exciting with enthusiastic actions, that we can’t handle common activities anymore. 
 The boredom state is what makes us try something different. So it’s not bad at all to get bored sometimes, if that creates in us the desired to something better, like to get an electric drill to make holes more easily.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Tenho a idéia de que trabalhar no campo é duro. Claro que essa idéia vem do passado, quando não havia acesso às tecnologias de hoje. Normalmente temos a imagem de um trabalho manual. Lembro do “irmão” Davino, em Tupã, dando duro na sua plantação de amendoim. Sei o quão duro ele trabalhava.
 Diferente dele, sou da cidade. Acho que a maioria dos criados em cidade achariam que trabalhar no campo, debaixo do sol, cavando, arando a terra, abrindo buracos e jogando sementes, não traz motivação. A maioria deles está acostumada com video games, brincar no concreto ou dentro de casa, sem dar duro. Normalmente depois de fazer algo diferente já reclamam que estão com tédio.
 Esta é a palavra de hoje: TÉDIO. Às vezes irrita ouvir gente reclamando que está cansada, com tédio de fazer qualquer coisa. Tédio é um estado de espírito onde nada satisfaz. A palavra vem do latim taedere, que significa “cansar” e tem relação o grego sikkhos, de “algo que é doentio”. Quando a gente está doente não tem disposição pra nada. Já o estado de tédio vai além da doença, porque pode se tratar de uma indisposição para fazer algo, só que é uma indisposição de origem na mente, uma falta de vontade. Isso é pior do que estar doente. A gente não encontra o remédio para essa condição na farmácia.
 O estado de tédio pode nos levar a tentar algo diferente. Não que seja tão ruim sentir tédio de vez em quando, se despertar uma vontade por algo melhor. Ainda bem que o remédio não está na farmácia.
É isso.
Denison 

SETTING UP GOALS // ESTABELECENDO ALVOS

🇺🇸 The leaderactive considers a lot of things when doing the job, but everything that is done has one main focus: to create movement. This is different of starting a cause. Creating movement is to get people involved to reach a better condition. Once it reached another possibility will arise to move even beyond.
 When we’re moving people an important thing is to know how to work with goals. Everybody is motivated by goals. Not everybody is motivated by the same kind of goals. That’s why the process of setting up goals isn’t an easy thing. Goals should burst people to get there and if that can generate a new motivation it’s even better! So let’s get into the process and work the best way to set up goals and motivating people.
 Do you like soap operas? Oh boy! Some people wouldn’t answer this question not even under torture! Well, think about setting up goals like a soap opera. Usually it’s a long story, but the producers develop the plot by chapters and every chapter has a new, surprising and amazing detail, so the viewer won’t miss it for anything. Every chapter will increase the plot and generating a new motivation. So goals work the same way. You have your main goal, which is the end of the story, but you should establish small goals, like the chapters, making that every new goal reach something bigger and lead to the following one. 
 Nobody reaches nowhere if the setting goal process is neglected. Do you know what happen to a soap opera when the audience drops? They kill somebody in the story. Goals will keep the movement alive!
That's it.
Denison 

🇧🇷 O liderativo considera um monte de coisas quando realiza seu trabalho, mas tudo que é feito tem um foco: criar movimento. Isso é diferente de começar um causa. Criar movimento é envolver pessoas para alcançarem uma condição melhor. Quando conseguem, uma nova possibilidade surge para ir mais além.
 Ao mobilizar pessoas uma importante coisa é saber como trabalhar com alvos. Todos são motivados por alvos. Nem todos são motivados pelos mesmos alvos. Por isso o processo de estabelecer alvos não é fácil. Alvos deveriam animar pessoas a chegar lá e se puderem gerar nova motivação é ainda melhor! Vamos entrar no processo e entender a melhor maneira de estabelecer alvos e mobilizar pessoas.
 Você gosta de novelas? Ai, ai! Tem gente que não admite isso nem debaixo de tortura! Bom, pense em estabelecer alvos como uma novela. Normalmente é uma longa história, mas quem produz desenvolve a trama por capítulos e cada capítulo tem um novo, surpreendente e incrível detalhe, para o telespectador não querer perder por nada. Cada capítulo aumenta a trama e gera nova motivação. Alvos funcionam igual. Você tem seu alvo principal, que é o final da história, mas você deveria estabelecer alvos menores, como capítulos, fazendo cada novo alvo alcançar algo mais e conduzir à próxima etapa.
 Ninguém alcança nada se negligenciar o processo de estabelecer alvos. Sabe o que acontece quando uma novela perde a audiência? Ele matam alguém na história. Alvos vão manter o movimento bem vivo! 
É isso.
Denison 

TEAM WORK // TRABALHO EM EQUIPE

🇺🇸 Team working is not an important subject on leadership. In fact, team working is a natural aspect of leadership. There’s no leader with no followers. But leadership is not only having people following, it’s also moving people to a better condition and this cannot be done by the leader alone.
 Some people like to work alone, but not the leaderactive. Creating movement requires integration and leaderactivity is focused on keeping everyone engaged. There are few challenges in team working. The first one is the diversity, which means differences. The other the is to leverage every member of the group to the level the group is suppose to work. The third one is to develop a good and fair reward system. 
 There’re a lot of ways to explain team working, and I'll mention the remote control keyboard. Every key in the remote has its own shape and function, which correspond to the first and second challenge, diversity and leverage. When you have the control in your hand you can identify the key by its shape then use it according its function. The reward system is the battery that feeds every key with the enough energy. When the reward system fails, the team doesn’t work. The leaderactive knows every member of the team personally, knows exactly what everyone can do and give them the right source of motivation.
 People are not buttons with a well defined shape, that we can give the same motivation and push them so everything will work. People are even better than this. A team of people can create that remote control.
That’s it. 
Denison 

🇧🇷 Trabalho em equipe não é um importante assunto em liderança. Na verdade, é um aspecto natural dela. Não existe líder sem seguidores. Mas liderança não é apenas ter seguidores, é também mover pessoas para uma condição melhor e o líder não pode fazer isso por si só.
 Algumas pessoas gostam de trabalhar sozinhas, mas não o liderativo. Criar movimento requer integração e lideratividade é focada em manter todos engajados. Trabalho em equipe tem desafios. Primeiro é a diversidade, que quer dizer diferenças. O outro é nivelar a ação de cada membro do grupo ao nível que o grupo deve atuar. O terceiro é desenvolver um bom e justo sistema de recompensa.
 Existem várias maneiras de explicar trabalho em equipe e vou mencionar o teclado do controle remoto. Cada tecla tem sua forma e função, o que correspondem aos dois primeiros desafios, diversidade e nivelamento. Quando você tem o controle nas mãos você pode identificar cada tecla pelo formato e usa-las de acordo à função. O sistema de recompensa são as pilhas que alimentam cada tecla com energia. Quando o sistema falha, a equipe não funciona. O liderativo conhece cada membro da equipe pessoalmente, sabe exatamente o que cada um pode fazer e usa a correta fonte de motivação.
 Pessoas não são botões com forma definida, que damos o mesmo tipo de motivação e apertamos pra que tudo funcione. Pessoas são melhores que isso. Um time de pessoas pode criar o controle remoto.
É isso. 
Denison 

GIVING FEEDBACK // DANDO FEEDBACK

🇺🇸 Leadership is a process. It can start with a personal charisma, but the true leadership, leaderactivity, is built over time and actions. Time transforms, actions solidify. The leaderactive needs both, because to create a movement is a continuing process relevant and strong.
 To get there we need to constantly evaluate what we’re doing. That’s why feedback is so important. Receiving and giving. Everybody expect the leader to give feedbacks, because the leader has the vision the aligns everything. The leader should be open to receive feedback too and accept the differences of opinion. The leaderactive will process and structure the best path to reach the goals.
 So let’s understand what’s feedback? It’s not to point to the problems. That's criticizing. It’s not to give compliments either. That’s is adulation. Feedback is to check if the person knows what’s going on. If you’re giving feedback you start with questioning what the person knows about what to do and what have been done. According to the answers you will address your observations. Remember, giving feedback is about what the person is missing. It’s like when you go to a store and at the time of paying they tell you they only accept cash and you only have credit cards with you. If you didn’t know what could you do? 
 Giving feedback is important for the leader to make sure that the leadership role has been made completely, because even the money that you have may not be useful at any time or in any situation.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Liderança é um processo. Pode começar com o carisma pessoal, mas a verdadeira liderança, lideratividade, é construída com o tempo e ações. Tempo transforma, ações solidificam. O liderativo precisa de ambos, porque criar movimento é um processo constante relevante e fortalecedor.
 Pra chegar lá precisamos de contente avaliação do que fazemos. Por isso feedback é importante. Dar e receber. Todos esperam que a liderança dê feedback, porque com o líder está a visão que alinha tudo. A liderança deveria estar aberta para receber feedback também e aceitar as diferenças de opinião. O liderativo vai processar e estruturar o melhor caminho para alcançar os objetivos.
 Vamos entender o que é feedback? Não é apontar os problemas. Isso é criticar. Também não é ficar elogiando. Isso é bajulação. Feedback é checar se a pessoa sabe o que está acontecendo. Se você da feedback deve começar questionando o que a pessoa sabe sobre o que fazer e o que foi feito. De acordo com as respostas você vai direcionar as observações. Lembre, dar feedback é sobre aquilo que a pessoa está deixando de fazer. É como quando você vai à uma loja e na hora de pagar eles dizem que não aceitam cartão e você não tem dinheiro com você. Se você não sabia, o que vai poder fazer?
 Dar feedback é importante para o líder ter certeza que o papel da liderança foi realizado completamente, porque até mesmo o dinheiro que você tem pode não servir em todo lugar e em toda situação. 
É isso.
Denison 

ONGOING MOTIVATION // MOTIVAÇÃO DURADOURA

🇺🇸 What makes you do something you have to do? Is it your sense of obligation and responsibility? You think it is, but I’m telling you it’s more than that. It’s your motivation! Motivation is the real reason we do things, make sacrifices, get committed. The source of motivation can be different, but we know how’s gonna end.
 People relate motivation with the feeling of happiness, but this is not right in every case. People can be motivated and yet feeling like they’re caring a huge burden. When people don’t want to do things, but end up doing it’s also motivation. The way people seek for motivation is to feel excited in everything they do, and maybe it’s possible, but it’ll require a specific kind of mindset. Are you motivated to do that?.
 Because there’re many different reasons that make people motivated it’s a little complicated to talk about that. What works for one person doesn’t necessarily work for the other. The clue is that everyone want to get something done and the reward is the sense of comfort. Yes, been uncomfortable is the root of motivation. Uncomfortable with the current situation or with the feeling for not getting there. Motivated people are uncomfortable people. They’ll try something until the condition is over. It’s like adjusting the rearview mirror. You won’t stop to move it until it’s fixed. It’s not about emotions, it’s about discomfort.
 To get the ongoing motivation you have to move yourself to the “discomfort zone”. There is where you find the condition to be motivated, because the sense that the mirror is not perfectly adjusted will continue. 
That's it.
Denison 

🇺🇸 O que leva você a fazer algo? Seu senso de obrigação e responsabilidade? Isso é o que você pensa, mas pode ser ainda algo mais. É a sua motivação! Motivação é a real razão porque fazemos coisas, realizamos sacrifícios e nos comprometemos. A fonte pode ser diferente, mas sabemos como termina.
 Alguns relacionam motivação com sentimento de alegria, mas não é assim sempre. Pessoas podem estar motivadas e ainda sentirem que estão carregando um fardo. Não querer fazer coisas e acabar fazendo também é motivação. Pessoas buscam motivação tentando se sentir animadas em tudo que fazem e talvez seja possível, mas vai requerer certo tipo de mentalidade. Você tem motivação pra isso? 
 Por existirem razões diferentes para pessoas se motivarem, falar sobre isso fica meio complexo. O que funciona pra alguém pode não funcionar pra outro. A dica é que todo mundo quer realizar algo e a recompensa é o senso de conforto. Então, estar desconfortável é a raiz da motivação. Desconforto com a atual situação, ou com a sensação de não conseguir o que quer. Pessoas desconfortáveis são pessoas motivadas. Vão tentar algo até conseguirem. É como ajustar o espelho retrovisor. Você não vai parar de mexer nele até que esteja no jeito. Não tem a ver com emoções, tem a ver com desconforto.
 Para ter motivação duradoura você precisa entrar na “zona de desconforto”. Lá é onde vai ter condições de ter motivação, porque a sensação de que o espelho não está perfeitamente ajustado vai continuar. 
É isso.
Denison