COACHING

🇺🇸 Being in charge of our own life is not easy. We want to make plans to work, dreams to come true, to reach happiness. A lot of people struggle trying to find out what those things really mean in their life. We know that we want good things to happen, but maybe is not clear into our mind what it is and how to get there.
 That’s why people are looking for coaches. A coach is a professional that will work things out of you. Their main function is to help you to find all the answers you are looking for. Most of the answers are inside yourself. For the other answers the coach will help you to find out where you can find them. Probably you’ve heard a lot about it, so allow me to bring here what is not coaching, so you don’t get confused.
 Coaching is not therapy. Unless the coach has a certification as therapist, it’s not coach’s job to act as one. A therapist has the power to interfere in your inner issues, the coach hasn’t. Coaching is not mentoring. Mentoring involves evaluation and correction of decision and actions, coaching don’t. Coaching is not consulting. A consultant offers support and guidance on what the best decision to make, the coach don’t. Coaching is not self-help. This is for you to develop personal abilities. Coaching is not for that. It’s important to understand that, because the last thing you want in coaching is to get more confuse.
 Sometimes, you’re eating peanuts out of a bag and know that it’s possible that there's something else than peanuts inside the bag too. If you know the difference you can discard what you don’t want to eat.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Estar no controle da própria vida não é fácil. Queremos que os planos dêem certo, sonhos se realizem, alcançar a felicidade. Um monte de gente sofre tentando encontrar essas coisas na vida. Todos querem boas coisas na vida, mas talvez essas coisas não estejam claras em nossa mente, nem como chegar lá.
 Por isso pessoas procuram por coaches. Um coach é um profissional que vai trabalhar as coisas de dentro pra fora. Sua principal função é ajudar você encontrar as respostas que procura. A maioria delas está dentro de você. Para as outras, o coach vai ajudar você a saber onde encontrá-las. Provavelmente você ouviu muito sobre isso, então me permita esclarecer aqui o que não é coaching. Não se confunda.
 Coaching não é terapia. A menos que o coach tenha uma certificação de terapeuta, essa não é sua função. Um terapeuta tem a permissão de interferir nas suas questões interiores, o coach não. Coaching não é mentoring. Mentoring envolve avaliação e correção de decisões e ações, coaching não. Coaching não é consultoria. Um consultor oferece orientação para tomar a melhor decisão, o coach não. Coaching não é auto-ajuda. Isso é para quando você quer desenvolver habilidades pessoais. Coaching não é pra isso. É importante entender isso, porque a última coisa que você quer no coaching é se confundir mais.
 Às vezes você está comendo amendoins e sabe que pode ter alguma outra coisa além de amendoim dentro do saco também. Se você sabe a diferença, vai poder jogar fora o que você não quer comer. 
É isso.
Denison 

CRITERIA // CRITÉRIOS

🇺🇸 For those who want to be in a top position of influence, making decisions would be one of the top abilities required. We all know that everyone has to make decisions, but leaders are also responsible for making decisions on for other people. This is tough, but the higher the responsibility, the higher the motivation.
 Of course this involves motivation. That’s why the decision making process starts before the moment of the decision. It starts when those who are in the leadership level create a set of criteria to guide them when it comes to make a decision. Criteria are standards or rules that that establish the directions for our decisions. There’s a lot of pressure in that moment and having a guidance will make the process easier.
 It’s like when you go to the airport to catch a flight. First you have to go through the security checkpoint process. Before you go through, you know there’s a lot of procedures and rules to follow. The security staff doesn’t go person by person deciding what to do case by case. They use criteria to determine who’s passing right through and who’s staying for a personal screening. One time my mom distractedly put a bottle of olive oil in her hand bag and of course they didn’t allow her to pass with it. It was easy to make that decision. That’s how important is to have pre standards guiding leaders on their decisions. 
 Of course, the leader can also have the ability to make right personal decisions, but can you imagine if the security staff had to decide what to do on every passenger stand in the security checkpoint line?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Para os que desejam estar numa posição de influência, tomar decisões é uma das principais qualidades requeridas. Sabemos que todos tomam decisões, mas líderes também são responsáveis por tomarem decisões pelos outros. Isso é complicado, mas quanto maior a responsabilidade, maior a motivação.
 Claro que envolve motivação! Por isso o processo de tomada de decisões começa antes do momento da decisão. Começa quando os que estão na posição de liderança criam critérios para guiarem eles no momento de tomar uma decisão. Critérios são padrões ou regras que estabelecem uma direção para nossas decisões. Existe muita pressão nesse momento e ter uma orientação torna o processo mais fácil.
 É como quando você vai ao aeroporto pegar um avião. Primeiro tem que passar pelo check-in de segurança. Antes de passar por ele, você sabe que existem procedimentos e regras a seguir. A equipe de segurança não vai de pessoa em pessoa decidindo o que fazer. Eles usam critérios para determinar que vai passar direto e quem vai ficar para uma checagem mais detalhada. Uma vez minha mãe distraidamente colocou um vidro de azeite na bagagem de mão e é claro que ela não pode passar com ele. Foi fácil pra eles decidirem. Essa é a importância de ter critérios para guiar líderes nas decisões.
 Claro que o líder também tem sua habilidade de tomar decisões pessoais, mas imagina o que seria se os seguranças tivessem que decidir o que fazer com cada passageiro na fila do check-in de segurança?
É isso.
Denison 

STRATEGY // ESTRATÉGIA

🇺🇸 When you know where you’re going you’ll try to find the best way to get there. Usually there’s more than one option The leaderactive will work the best one to reach the goals. As important as it is to reach the goals is the process to get there. We know that goals are results of the efforts invested.
 For those who don’t like to waste energies, to create a strategy is the best way to concentrate and direct all the energy invested in the process. So a strategy is the screenplay to get into results. That involves the actions, initiatives, targets, approaches, budget, evaluations, structures and other details to make the goals reachable. Don’t even think of creating movement without to build a strategy and make it work.
 It’s not that difficult. When I was a kid my mom used to teach me to eat my meal by eating what I didn’t like first and leave what I liked to most for the end. So every meal I had to practice my strategy to eat all the food and leaving the table with the taste of what I liked in the mouth. I still use to do this every meal. I don’t even need to do it as a formal process, it’s natural. I just have to control the bites I give. But it’s an exercise that helps me to practice strategy. This is the idea. Controlling, connecting and directing actions we’ll be able to get where we want. We can apply it to simple things and to the important ones too. 
 There’s a way to make strategy enjoyable. Celebrate every step reached. The process can be long and it will need constant motivation. Celebration ensures that it’s good for now, but the best is at the end.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Quando você sabe pra onde está indo, vai fazer todo esforço pra chegar lá. Normalmente tem mais de uma opção. O liderativo vai fazer o seu melhor para alcançar os alvos. Tão importante quanto alcançar os alvos é o processo de chegar lá. Sabemos que os alvos vão ser resultado dos esforços investidos.
 Pra quem não gosta de desperdiçar energia, criar uma estratégia é a melhor maneira de concentrar e direcionar a energia investida no processo. A estratégia é o roteiro para chegar nos resultados. Envolve ações, iniciativas, foco, abordagens, orçamento, avaliações, estruturas e outros detalhes para tornar os alvos alcançáveis. Nem pense em criar movimento sem montar um estratégia e trabalhar nela.
 Não é tão difícil. Quando era criança minha mãe me ensinou a comer a refeição comendo primeiro o que não gostava e deixando o que mais gostava pro final. Em cada refeição eu praticava minha estratégia para comer toda comida saindo da mesa com o gosto do mais gostoso na boca. Ainda faço isso em cada refeição. E não é um processo formal, é natural. Só preciso controlar as garfadas. Na verdade acaba sendo um exercício para praticar estratégia. Essa é a idéia. Controlar, conectar e direcionar ação para chegarmos onde queremos. Podemos aplicar isso a coisas simples e a coisas importantes também.
 Dá pra fazer a estratégia agradável. Comemore cada etapa concluída. O processo pode ser longo e vai precisar de constante motivação. Celebrar assegura que está bom até agora, mas o melhor está no fim.
É isso.
Denison 

CREATING A PLANNING // MONTANDO UM PLANEJAMENTO

🇺🇸 Usually I like to make things simple, but when it comes to planning people like to simplify so much that if I try to do it too there’ll be nothing left. Planning doesn’t need to be complicated, but it has to be detailed. We can use a planning for any thing, like personal tasks and, of course, business development.
 Think about planning, like, when you have to change batteries on a device. It doesn’t matter the kind of device and even the type of battery, there’s always a little drawing showing how the batteries show be placed. You have the choice of keep trying to find the right position or just follow the instruction and the device will be working right away. It’s up to you to choose, but following the planning will make it easier.  
 When doing planning I like to use the Planning Quadrant (not the Time Management quadrant). They are:
WHAT: all the actions involved in the event that’s be planning. Every action will be covered here.
WHO: every person responsible for every action. It’s important for them to know their responsibility.
WHEN: the deadlines when every action should be accomplished. Set up reminders for that. It’ll help.
HOW: resources needed to accomplished the actions. When you have options you can pick what’s best.
 Just writing a calendar is not planning, that’s part of the planning. These four points can cover everything. 
 The good thing about planning is that it gives power over what’s going on. A device can suddenly stop to work, but new batteries can fix it and the planning is right there, behind the scene, making all things work.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Gosto de simplificar as coisas, mas quando se trata de planejamento tem gente que simplifica tanto que se eu simplificar mais não vai sobrar nada. Planejamento não tem que ser complicado, mas tem que ser detalhado. Pode se usar para qualquer coisa, como tarefas pessoais e, claro, em questões de negócios.
Pense em planejamento, tipo, quando você tem que trocar baterias de um aparelho. Não importa o aparelho e o tipo de bateria, sempre vai ter um desenho mostrando como as pilhas devem ser colocadas. Você pode escolher tentar por si mesmo achar a posição certa ou pode seguir a instrução e o aparelho vai funcionar na hora. A escolha é sua, mas seguir o planejamento vai ser mais fácil.
Gosto de usar o Quadrante do Planejamento (não o Quadrante do Gerenciamento de Tempo). Eles são:
O QUE: todas as ações envolvidas no projeto planejado. Cada ação vai ser listada e coberta aqui.
QUEM: cada pessoa responsável em cada ação. É importante que eles saibam da responsabilidade.
QUANDO: os prazos para cada ação ser concluída. Coloque lembretes para isso. Vai ajudar.
COMO: recursos necessários para concluir as ações. Quando temos opções podemos pegar a melhor.
Escrever um cronograma não é planejamento, é parte dele. Estes quatro pontos podem cobrir tudo.
O bom do planejamento é que dá poder sobre o que acontece. Um aparelho pode parar de funcionar de repente, mas novas pilhas podem resolver isso e o planejamento está lá, por detrás, fazendo acontecer.
É isso.
Denison

PLANNING & STRATEGY // PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA

🇺🇸 I’ve heard people saying that planning and strategy are wasting of time. That all we need is to go to action. It’s hard to explain to some people that planning and strategy are part of the action too. Now I’m wondering if it’ll be possible to explain this here with few words. But believe me, both are really important!
 Some people don’t like to deal with details and basically planning and strategy involve details. Of course they are specific parts of the process of reaching goals and sometimes people get confused with which is one and what’s the other. Then someone came up with a magical solution and created the “strategic planning”. So whatever you do at this level must hit the target, right? It depends on where you’re aiming.
 Pretend that it’s time to shop for groceries. What do you do? You’re going to make a list of things you need to shop, then you’ll set a budget for it and choose the supermarket you want to go. That’s your planning. You also have to decide if you’re going to walk every aisle of the market or go right to the products on the list, creating a path to get them and checking how they gonna fit on your budget. This is strategy. See, both are involved in the main goal, but each of them play a different part in the process and also work to each other to reach the best results. Work with them could be easier than you think.
 Everybody knows that going to the supermarket without knowing what we need and how much we can spend is the first step to spend money we don’t have on things we don’t need. Do you think this is good?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Já ouvi pessoas dizendo que planejamento e estratégia é perda de tempo. Que o que precisamos é agir. É difícil explicar para algumas pessoas que planejamento e estratégia são parte da ação também. Agora vamos ver se é possível explicar isso aqui em poucas palavras. Mas acredite, ambos são importantes!
Tem gente que não gosta de lidar com detalhes e basicamente planejamento e estratégia envolvem detalhes. São partes distintas do processo de alcançar alvos e às vezes as pessoas confundem qual é um e qual é o outro. Aí alguém veio com a solução mágica criando o “planejamento estratégico”. Assim não importa o que você faça vai acertar um ou o outro, certo? Aí depende onde você está mirando.
Imagine que você vai fazer compras. O que você faz? Faz uma lista das coisas que precisa comprar, então define o seu orçamento e escolhe em qual supermercado você vai. Isso é o seu planejamento. Você também vai ter que decidir se vai ficar andando por todos os corredores ou se vai direto aos produtos da lista, criando um roteiro pelo mercado e pra checar como as compras vão caber no orçamento. Isso é estratégia. Ambos estão envolvidos no objetivo principal, mas cumprem função diferente no processo e também cooperam um com o outro. É algo que é mais simples que imagina.
Todo mundo sabe que ir ao mercado sem saber o que precisa e o quanto pode gastar é o primeiro passo para gastar dinheiro que não tem em coisas que não precisa. Você acha que isso é bom?
É isso.
Denison

REACHING GOALS // ALCANÇANDO ALVOS

🇺🇸 It’s not too difficult to establish goals, but this is not what we work for. Leaders know that the work is done to reach the goals. Establishing, but not reaching goals, spread a state of accommodation among all involved. Soon goals will become just a picture in the wall and everybody will believe goals are useless.
 So what’s the best way to reach goals? I always believe every goal is reachable, if you know how to do it. It doesn’t matter how high or difficult a goal can be, once we can find the way to get there everything is possible. The entire process of reaching goals is based on finding ways to reach them. Sometimes we know how to reach goals even before establish them. It’s the leader’s job to keep the goals relevant to all.
 How to do that? Every house use to have a high ceiling. Some higher than others. Usually who is moving into a house is not too much concern about the height of the ceiling when it comes to a situation to change bulbs. The resident knows that it doesn’t matter how high is the ceiling, all that would be needed is a ladder tall enough to reach the bulb. The resident knows that ladder must be got and the provisions will be made for it. It’s just an example how a person, a team, a company can develop efforts to create a movement towards reaching the goals. The more people are involved, the better the chances to make it.
 Reaching goals can be a very difficult challenge, but sometimes all we need to find new ways is to change the way we’re thinking. When the way is dark, it could be just a matter of changing the bulb. 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Não é tão difícil estabelecer alvos, mas não é pra isso que se trabalha. Líderes sabem que o trabalho é feito para alcançar alvos. Estabelecer e não alcançar, espalha um estado de acomodação entre os envolvidos. Logo os alvos vão se tornar apenas uma figura na parede e todos vão achar alvos algo inútil.
 Qual a melhor maneira de alcançar alvos? Sempre acreditei que todo alvo é alcançável, se souber como fazer. Não importa o quão alto ou difícil seja, uma vez que descubramos o caminho tudo vai ser possível. Todo processo de alcançar alvos é baseado em encontrar maneiras de alcançá-los. Às vezes já sabemos antes memos de estabelece-los. É função do líder manter os alvos relevantes para todos.
 Como fazer isso? Toda casa tem o teto alto. Algumas mais do que outras. Quem se muda para uma casa não tem muita preocupação com a altura do teto no caso de ter que trocar uma lâmpada. O morador sabe que não importa quão alto o teto é, tudo que vai precisar é de uma escada alta o suficiente para alcançar a lâmpada. O morador precisa conseguir essa escada e vai tomar as providências para isso. É só um exemplo de como uma pessoa, uma equipe, uma empresa podem desenvolver esforços para criar movimento buscando alcançar alvos. Quanto maior o envolvimento, maiores as chances de alcançar.
 Alcançar alvos poder ser um desafio, mas às vezes tudo que se precisa para encontrar novas soluções é mudar o pensamento. Quando o caminho está escuro, pode ser só uma questão de trocar a lâmpada.
É isso.
Denison 

SETTING UP GOALS // ESTABELECENDO ALVOS

🇺🇸 The leaderactive considers a lot of things when doing the job, but everything that is done has one main focus: to create movement. This is different of starting a cause. Creating movement is to get people involved to reach a better condition. Once it reached another possibility will arise to move even beyond.
 When we’re moving people an important thing is to know how to work with goals. Everybody is motivated by goals. Not everybody is motivated by the same kind of goals. That’s why the process of setting up goals isn’t an easy thing. Goals should burst people to get there and if that can generate a new motivation it’s even better! So let’s get into the process and work the best way to set up goals and motivating people.
 Do you like soap operas? Oh boy! Some people wouldn’t answer this question not even under torture! Well, think about setting up goals like a soap opera. Usually it’s a long story, but the producers develop the plot by chapters and every chapter has a new, surprising and amazing detail, so the viewer won’t miss it for anything. Every chapter will increase the plot and generating a new motivation. So goals work the same way. You have your main goal, which is the end of the story, but you should establish small goals, like the chapters, making that every new goal reach something bigger and lead to the following one. 
 Nobody reaches nowhere if the setting goal process is neglected. Do you know what happen to a soap opera when the audience drops? They kill somebody in the story. Goals will keep the movement alive!
That's it.
Denison 

🇧🇷 O liderativo considera um monte de coisas quando realiza seu trabalho, mas tudo que é feito tem um foco: criar movimento. Isso é diferente de começar um causa. Criar movimento é envolver pessoas para alcançarem uma condição melhor. Quando conseguem, uma nova possibilidade surge para ir mais além.
 Ao mobilizar pessoas uma importante coisa é saber como trabalhar com alvos. Todos são motivados por alvos. Nem todos são motivados pelos mesmos alvos. Por isso o processo de estabelecer alvos não é fácil. Alvos deveriam animar pessoas a chegar lá e se puderem gerar nova motivação é ainda melhor! Vamos entrar no processo e entender a melhor maneira de estabelecer alvos e mobilizar pessoas.
 Você gosta de novelas? Ai, ai! Tem gente que não admite isso nem debaixo de tortura! Bom, pense em estabelecer alvos como uma novela. Normalmente é uma longa história, mas quem produz desenvolve a trama por capítulos e cada capítulo tem um novo, surpreendente e incrível detalhe, para o telespectador não querer perder por nada. Cada capítulo aumenta a trama e gera nova motivação. Alvos funcionam igual. Você tem seu alvo principal, que é o final da história, mas você deveria estabelecer alvos menores, como capítulos, fazendo cada novo alvo alcançar algo mais e conduzir à próxima etapa.
 Ninguém alcança nada se negligenciar o processo de estabelecer alvos. Sabe o que acontece quando uma novela perde a audiência? Ele matam alguém na história. Alvos vão manter o movimento bem vivo! 
É isso.
Denison 

IDENTIFYING STRENGTHS // IDENTIFICANDO PONTOS FORTES

🇺🇸 Leadership is based on strengths. Personal development too. Trying to improve weaknesses is not going to make us better. For leaders is very important to identify strengths. For a leaderactive is also important to know how to help people to identify their own strengths and work on them.
 There’s a challenge on identifying strengths, because the individual’s strengths have personal characteristics, which make them unique from everyone else. Sometimes people get confused also, because everyone has more than one strength, with different levels of intensity and depending on the situation, one strength can overlap the others. That’s why sometimes is difficult to identify them.
 I’ll try to make it simple. We can identify our strengths in 3 ways. First, what do we like to do? I use to say like this: what makes you get out of bed? Second, what’s easy for us to do? It’s what you can learn with no one teaching you. Third, what other people recognize you’re good at? Like, everybody ask you to do that for them. Our strengths are based on those points. The problem is that we think about our strengths relating them to work. Most of people don’t use their strengths in their job and this is one of the reasons there’re so many people frustrated in their career. There’s a huge waste of potential in the working world.
 If you’re eager to make some changes, start with your strengths. Some people changed their life just because they start to cook after hours and suddenly people started to pay to that food. Just an example.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Liderança é baseada em pontos fortes. Desenvolvimento pessoal também. Tentar trabalhar nas fraquezas não vai nos tornar melhores. Isso é importante para líderes. Para o liderativo também é importante saber como ajudar pessoas a identificarem seus pontos fortes e trabalharem neles.
 Identificar pontos fortes é um desafio, porque eles têm uma característica pessoal do próprio indivíduo, o que os faz únicos em relação aos outros. Às vezes pessoas ficam confusas também, porque todos têm mais de um ponto forte, com diferentes níveis de intensidade e dependendo da situação, um vai sobrepor ao outro. Esta é uma razão porque, às vezes, é tão difícil identificar os pontos fortes.
 Vou tentar simplificar. Podemos identificar pontos fortes de 3 maneiras. Primeira, o que você gosta de fazer? Normalmente digo: o que tira você da cama? Segundo, em que tem facilidade? Aquilo que você aprende sem precisar que te ensinem. Terceiro, no que as pessoas reconhecem que você é bom? Tipo, aquilo que sempre estão pedindo pra você fazer pra elas. Pontos fortes se baseiam nisso. Normalmente relacionamos eles com trabalho. A maioria não usa os pontos fortes no trabalho e esta é uma das razões por estarem frustradas no trabalho. Há um grande desperdício de potencial no mundo do trabalho.
 Se está buscando por mudanças, comece pelos pontos fortes. Tem gente que mudou a vida só porque começou a cozinhar após o expediente e de repente tinha gente pagando pela comida. Só um exemplo. 
É isso.
Denison 

SWOT

🇺🇸 It’s not SWAT, it’s SWOT, ok? SWOT stands for: Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats. It’s a quadrant to map personal and organizational perfomance. It gives a measurement when we’re trying to trace the best way to do our best and where we need to invest more to get the best results.
 The way to understand SWOT is relating Strengths with Weaknesses and Opportunities with Threats. S and W are internal characteristics, O and T are external. S and W we can control, O and T we cannot control. First we need to identify each one of them and being honest is the best way to do it. Maybe a help will be needed to not mix one to another, like identify a threat when in fact it’s a weakness.
 The real deal with SWOT is dealing with control. What do we have control over and what we don’t? I have control over my strengths and my weakness. I can improve my strengths and diminish the effect of my weaknesses. Can I control the opportunities? Not always. The same with threats. If I get stuck in traffic or the market changes it’s something beyond my control. I just can react to that. I recommend who’s trying to get into a career or a new job to do that. A company can do the analysis when it’s trying to explore a product in the market. The deeper we understand about ourselves, the better our performance will be.
 Performance is everything. Having the best elements doesn’t guarantee the best results by itself. Leaderactivity is related to performance. Creating movement depends on that too. What’s your SWOT?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Não é SWAT, é SWOT. Significa: Strengths (pontos fortes), Weaknesses (pontos fracos), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Procurei uma versão em português, mas a sigla que fizeram ficou FOFA e achei que não combina. É um quadrante para mapear desempenho pessoal e organizacional.
 SWOT é uma análise para traçar a melhor maneira de fazer nosso melhor e onde investir mais para ter melhores resultados. Relacionamos S com W e O com T. Características S e W são internas e podemos controlar, enquanto O e T são externas e não controlamos. Temos que identificar cada uma delas honestamente. Uma ajuda pode ser preciso para não misturar, tipo identificar T quando de fato é W.
 O negócio com SWOT é lidar com controle. Sobre o que temos controle e sobre o que não temos? Tenho controle sobre pontos fortes e fracos porque posso melhorar S e atenuar o efeito de W. Posso controlar oportunidades? Nem sempre. O mesmo com ameaças. Se ficar preso no trânsito ou se o mercado mudar é algo além do meu controle. Só posso reagir a isso. Recomendo quem está procurando uma nova carreira ou um novo emprego que faça a análise. Uma empresa pode fazer a análise quando tenta explorar um produto em um mercado. Quanto melhor nos entendermos, melhor será nossa performance.
 Desempenho é tudo. Ter os melhores elementos não é garantia de ter os melhores resultados por si só. Lideratividade está ligada ao desempenho. Criar movimento depende disso também. Qual é seu SWOT? 
É isso.
Denison 

QUALITIES AND FLAWS // QUALIDADES E DEFEITOS

🇺🇸 Usually we tend to look at people and base our conclusion on their personal qualities and flaws. This is a very important subject on leadership. But let’s try a way to see this subject toward to bring the best of everyone. Creating movement is a perfect situation to apply that.
 Try to think of qualities and flaws as personal characteristics. What happens is, usually people point as flaws the characteristics they don’t like to see in other people. I played soccer with a lot of people and some of them weren’t good in controlling the ball. For me it was bad when they were playing on the same team as me, but it was good when they couldn’t control the ball playing for the rival team.
 A person can be labeled by not controlling the tongue and people see that as a flaw, but because that personal characteristic of easy talking that person does very well in business dealing and talking to people. Our personal characteristics are the abilities we have to perform things better. A gift we receive when we’re born. The way we use those characteristics makes the difference. What we usually see as a flaw, could be a characteristic being used selfishly or in a way to cause harm or hurt people. The leaderactive role is to develop the best in everyone and to create harmony between people’s differences.
 We never lose when we try to see people for the best perspective. The more we believe on people’s improvement, the better we’ll feel good with ourselves. Everybody can develop this characteristic.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Normalmente tendemos a olhar para as pessoas e basear nossa conclusões nos seus defeitos e qualidades. Esse é um assunto importante em liderança. Vamos tentar uma maneira de ver esse assunto com o objetivo de despertar o melhor das pessoas. Criar movimento é uma perfeita situação pra isso.
 Tente olhar para as qualidades e defeitos como características pessoais. O que acontece é que consideramos defeito as características que não gostamos nos outros. Joguei futebol com muitas pessoas e algumas não eram boas em controlar a bola. Para mim era ruim quando jogavam no meu time, mas era bom quando não controlavam a bola jogando pelo time adversário.
 Uma pessoas pode ser taxada de não controlar a língua e as pessoas vêem isso como defeito, mas por causa dessa característica da falar com facilidade a pessoa faz bons negócios lidando e conversando com outros. Nossas características são habilidades que temos para fazer coisas bem feitas. É um presente que ganhamos ao nascer. A maneira como usamos é que faz a diferença. O que normalmente vemos como defeito, pode ser uma característica usada egoisticamente, ou que cause mal ou fira outros. O papel do liderativo é avivar o melhor de todos e manter a harmonia entre as diferenças das pessoas.
 Nunca perderemos por tentar ver as pessoas pela melhor perspectiva. Quanto mais acreditarmos nelas, melhor nos sentiremos conosco mesmos. Essa característica todos podem desenvolver. 
É isso.
Denison