FIRST LEADERSHIP LESSON // PRIMEIRA LIÇÃO EM LIDERANÇA

🇺🇸 Leadership is in everything. Leading ourselves, leading others, leading groups, companies, government, projects, relationships and now we’re entering into a new era: leading artificial intelligence. As we’re seeing every day, new experiences are still about to come. New movements are going to be created.
 Although leadership can be related to some many different aspects in life, the basics of leadership will always be the same. Leadership starts with a strong desire, a desire to make something different and get other people involved. Everyone experiences this kind of desire, for a lot of different reasons. But desire is not the first lesson in leadership. The leadership’s first lesson is to master the communication ability.
 My first experience in leadership was when I was 4 years old, in Kindergarten. For a reason I can’t explain, at that age I already had an intense desire to play soccer. One day, after school, I started to talk to my friends about playing soccer the next day during our break and after class. We’d never did that before. I talked to them about the time and the most important, that we needed a ball. One of my friends had a ball and he committed to bring it the next day. And from that day on we played soccer in school every day. It happened because I was able to communicate my desire. So a movement was created.
 Leadership is not about communication, it’s about the ability to communicate. Because we can communicate badly. How to develop a good communication? Well, today was only the lesson number 1. 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Liderança está em tudo. Liderar a nós mesmos, aos outros, liderar grupos, empresas, governos, projetos, relacionamentos e agora estamos entrando numa nova era: liderar inteligência artificial. Como vemos cada dia, novas experiências ainda estão para surgir. Novos movimentos ainda vão ser criados.
 Embora liderança possa se relacionar com tantos aspectos diferentes da vida, o básico da liderança sempre vai ser o mesmo. Liderança começa com um forte desejo, o desejo de fazer algo diferente e envolver outras pessoas. Todos experimentam esse tipo de desejo, por muitas razões diferentes. Mas desejo não é a primeira lição em liderança. A primeira lição em liderança é a capacidade de comunicar.
 Minha primeira experiência em liderança foi quando eu tinha 4 anos, no Jardim da Infância. Não sei explicar porque, já naquela idade, tinha uma vontade grande de jogar futebol. Um dia, depois das aulas, conversei com meus amigos sobre jogar bola no dia seguinte durante o recreio e depois da aula. Nunca tínhamos feito isso. Combinei com eles os horários e o mais importante, precisaríamos de uma bola. Um dos amigos tinha uma e se comprometeu em trazer no dia seguinte. Daquele dia em diante jogamos bola todos os dias na escola. Aconteceu porque fui capaz de comunicar meu desejo. Criei um movimento.
 Liderança não é só comunicação, é mais sobre a capacidade de se comunicar. Porque podemos nos comunicar de forma ruim. Como desenvolver a comunicação? Bem, hoje foi só sobre a lição número 1.  
É isso.
Denison 

MASSAGER BACKPACK // MOCHILA COM MASSAGEADOR

🇺🇸 We keep seeing new and wonderful things every day. Since humanity crossing the barriers of the Universe, until the discoveries in the nano world. Technology is allowing us to reach levels of knowledge ever expected, unless in the fiction movies. And we can still be surprised for what’s next to come.
 Besides that another amazing thing we see every day is the human creativity. It’s the ability to go beyond discoveries, the ability to make new things come up out of things that have always been around. Some of them seem silly, but that doesn’t stop us to admire human’s ability to bring new reality to live. Like the massager backpack. While you’re carrying weight on your back, you get a massage from your backpack.
 The inventor combined these two things, just putting some massager devices in the back side of the backpack. With a battery placed in the backpack interior, you can have a massage just with the touch of a bottom. The battery can be fed by the same charger that charges your cell phone. Of course the idea is to release the uncomfortable pain caused by carrying the backpack. Some will ask, “why did anybody invent that before?” Because we needed the proper technology and materials to do that. Somethings can’t just happen anytime. They need the right moment to became possible. Just like some attitudes in life.
 It’s not a waiting if we are looking for the right time. If you have to push, do it to get to the right conditions to make things happen, or to say what you want to, or to do what you think is the best to be done. 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Cada dia vemos novas e impressionantes coisas. Desde a humanidade cruzando as barreiras do Universo, até as descobertas no mundo nano. Tecnologia está permitindo alcançar níveis de conhecimento jamais esperados, a não ser em filmes de ficção. E ainda tem mais coisas por vir.
 Além disso, outra impressionante coisa que vemos cada dia é a criatividade humana. É a habilidade de ir além das descobertas, de fazer com que novas coisas surjam das que já existem. Algumas podemos achar bobas, mas isso não impede de admirar a habilidade humana em trazer nova realidade à vida. É como a mochila com massageador. Enquanto carrega peso nas costas, ganha uma massagem.
 Quem inventou combinou essas duas coisas, apenas colocando uns aparelhos de massagem na parte de trás da mochila. Com uma bateria interna, você pode receber uma massagem apertando um botão. A bateria é carregada com o mesmo carregador do celular. Claro que a idéia é aliviar o desconforto da dor de carregar a mochila. Alguém pode perguntar: “por que não inventaram antes?” Porque não tínhamos nem a tecnologia, nem os materiais necessários pra isso. Algumas coisas não acontecem qualquer hora. Elas precisam do momento certo para se tornarem possíveis. Igual a algumas atitudes na vida.
 Não é uma espera se você busca o momento certo. Se tem que forçar, force para criar as condições ideais para as coisas acontecerem, para dizer o que quer, ou para fazer o que acha que deve ser feito.
É isso.
Denison 

DISTINCTION // DISTINÇÃO

🇺🇸 Leadership involves a lot of things and it’s hard to point what is the most important one. It’s a mix of different aspects and experiencies. One thing is important all the time: to keep the vision. To create and lead a movement requires perception of where we're heading and to make the necessary adjustments.
 Having the right vision one thing that can be totally different from just having a vision. Most of people are able to visualize what’s ahead, but the leaderactive is focused on to correctly identify, understand and pursue the vision, turning it into good results. One big problem is to get confused with the different aspects of the vision and also make the difference between what’s right and what’s wrong.
 The leaderactive has to be able to see things distinctly. What’s distinction, by the way? It’s what makes similar things different. When we see two different things it’s easy to separate them, but when we see things that are looked exactly to each other it’s complicated. Usually it’s a little detail that makes the whole difference. In times of piracy we can train our ability to see the distinction of things. It could be clothes, shoes or an electronic device. We have to be careful to not pay good money on bad things. When I’m looking for an important thing, I make sure I know all the details that make one thing distinct from another.
 Not everything is about what’s better and what’s worse. Distinction is about what is really good for your intentions and plans. Distinctions go on this level too, what’s we should pick and what we should discard.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Liderança involve um monte de coisas e é difícil apontar qual a mais importante. É uma mistura de diferentes aspectos e experiências. Uma é importante todo tempo: manter a visão. Criar e liderar um movimento requer percepção de onde estamos indo e fazer os devidos ajustes necessários.
 Ter a visão correta é uma coisa que pode ser totalmente diferente de apenas ter uma visão. A maioria pode visualizar o que está adiante, mas o liderativo está focado em identificar e entender corretamente e perseguir a visão, transformando ela em resultados. Pode ser problema se confundir com os diferentes aspectos da visão e também fazer diferença entre o que é certo e o que é errado.
 O liderativo tem que ser capaz de ver as coisas distintamente. O que é distinção? É o que faz coisas similares serem diferentes. Quando vemos duas coisas diferentes é fácil separá-las, mas quando vemos coisas que se parecem umas com as outras fica complicado. Normalmente é um pequeno detalhe que faz toda diferença. Em tempos de pirataria podemos treinar nossa habilidade para distinguir coisas. Pode ser roupa, calçado ou eletrônico. Temos que ter cuidado para não pagar por algo sem valor. Quando procuro por algo importante, tenho que ter certeza que sei os detalhes que distinguem um do outro.
 Nem tudo é sobre o que é melhor ou pior. Distinção é a respeito do que é realmente bom para suas intenções e planos. Distinção vai nesse nível, também, o que escolhemos e o que descartamos. 
É isso.
Denison 

RESUME // CURRÍCULO

🇺🇸 One of the most important thing for who wants to get into a job is to prepare the Resume, also known as Curriculum Vitae. It’s the first thing any employer will ask when offering a job. Basically all the professional information has to be put in it, with the academic certification and personal skills too.
 We like to give the best impression through the Resume. Some put a personal photo, use fancy design and add a lot of other informations. Everything we think would impress a potential employer we want to put in there. Usually, our Resume is the best version of ourselves. There’s no other place we look so beautiful, competent, well skilled and gifted like our Resume. We only say good things about ourselves.
 But if anyone asks us to say good things about ourselves and we respond: “I don’t like to do that. It’s not right to say what I’m good at”. We have some incoherences in life and this is one of them. We feel embarrassed saying good things about ourselves, while in our Resume one sheet seems not to be enough. Unless we’re lying, there’s no problem at all to put all the good things about ourselves in our Resume. Of course a Resume matters for all that is professionally important. Maybe if we should care more about the person in our Resume and bring that person to live with the rest of people in this world.
 Like an employer, people like to have the best around them. Are we offering the same level of friendship, relationship, influence as we use to offer to a potential employer? Who are you out of your Resume?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Uma das mais importantes coisas para quem busca um emprego é preparar um Currículo. É a primeira coisa que qualquer empregador vai pedir quando oferece uma emprego. Basicamente, toda informação profissional tem que ser posta lá, mais a certificação acadêmica e habilidades pessoais.
 Gostamos de causar a melhor impressão pelo Currículo. Alguns põe foto pessoal, usam papéis com design e poem várias outras informações. O que achamos que vai impressionar um empregador, pomos lá. Normalmente, o Currículo é a melhor versão de nós mesmos. Em nenhum outro lugar somos tão bonitos, competentes e capacitados do que no Currículo. Só falamos coisas boas de nós mesmos.
 Mas se alguém pedir para dizer algo bom sobre ós mesmo dizemos: “Eu não gosto de fazer isso. Não é legal falar do que sou bom”. Temos algumas incoerências na vida e essa é uma delas. Ficamos sem graça de falar coisas boas sobre nós mesmos, enquanto em nosso Currículo uma folha parece não ser suficiente. A menos que mintamos, não tem problema nenhum por boas coisas sobre nós no Currículo. Claro que o que importa num currículo são assuntos profissionais. Talvez devêssemos nos importar mais com a pessoa do nosso Currículo e traze-la para viver com o resto das pessoas neste mundo.
 Como um empregador, todos gostam de ter os melhores ao redor. Oferecemos o mesmo nível de amizade, relacionamento e influência que oferecemos no Currículo? Quem é você fora do seu Currículo? 
É isso.
Denison 

CRITERIA // CRITÉRIOS

🇺🇸 For those who want to be in a top position of influence, making decisions would be one of the top abilities required. We all know that everyone has to make decisions, but leaders are also responsible for making decisions on for other people. This is tough, but the higher the responsibility, the higher the motivation.
 Of course this involves motivation. That’s why the decision making process starts before the moment of the decision. It starts when those who are in the leadership level create a set of criteria to guide them when it comes to make a decision. Criteria are standards or rules that that establish the directions for our decisions. There’s a lot of pressure in that moment and having a guidance will make the process easier.
 It’s like when you go to the airport to catch a flight. First you have to go through the security checkpoint process. Before you go through, you know there’s a lot of procedures and rules to follow. The security staff doesn’t go person by person deciding what to do case by case. They use criteria to determine who’s passing right through and who’s staying for a personal screening. One time my mom distractedly put a bottle of olive oil in her hand bag and of course they didn’t allow her to pass with it. It was easy to make that decision. That’s how important is to have pre standards guiding leaders on their decisions. 
 Of course, the leader can also have the ability to make right personal decisions, but can you imagine if the security staff had to decide what to do on every passenger stand in the security checkpoint line?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Para os que desejam estar numa posição de influência, tomar decisões é uma das principais qualidades requeridas. Sabemos que todos tomam decisões, mas líderes também são responsáveis por tomarem decisões pelos outros. Isso é complicado, mas quanto maior a responsabilidade, maior a motivação.
 Claro que envolve motivação! Por isso o processo de tomada de decisões começa antes do momento da decisão. Começa quando os que estão na posição de liderança criam critérios para guiarem eles no momento de tomar uma decisão. Critérios são padrões ou regras que estabelecem uma direção para nossas decisões. Existe muita pressão nesse momento e ter uma orientação torna o processo mais fácil.
 É como quando você vai ao aeroporto pegar um avião. Primeiro tem que passar pelo check-in de segurança. Antes de passar por ele, você sabe que existem procedimentos e regras a seguir. A equipe de segurança não vai de pessoa em pessoa decidindo o que fazer. Eles usam critérios para determinar que vai passar direto e quem vai ficar para uma checagem mais detalhada. Uma vez minha mãe distraidamente colocou um vidro de azeite na bagagem de mão e é claro que ela não pode passar com ele. Foi fácil pra eles decidirem. Essa é a importância de ter critérios para guiar líderes nas decisões.
 Claro que o líder também tem sua habilidade de tomar decisões pessoais, mas imagina o que seria se os seguranças tivessem que decidir o que fazer com cada passageiro na fila do check-in de segurança?
É isso.
Denison 

ADAPT // ADAPTAR

🇺🇸 A plantation of words has no time to sow neither to harvest. Words are there to be spoken, written and demonstrated. A new season may come, but words have the power to make the season. They can transform the place, touch the hearts, build accomplishments and perpetuate memories.
 Today’s word is ADAPT. It’s one of the words I like the most. I keep thinking what this world would be if we didn’t have the ability of adapting? The word means “to make suitable”. It’s something that can take the form of another thing, or can be fitted to another different thing and even to connect two or more things that can be connected by themselves if there’s no adapter.
 I not only like the word itself, I like adapters! I have a bag filled with many of them. Outlet adapters, electrical adapters, computer adapters, audio, video and cable adapters and connectors, camera, network, I have adapters for adapters, because the industry keeps changing the platforms. I use to work with video presentations and I like to be prepared for any surprising situation. In fact, I had to learn to be suitable in life, because as I grew up, my father’s job required him to move frequently, so adapting to new places, new friends, new situations were normal to me and this is one of the things I’m grateful for.
 Adapting is the strongest ability humans have, but there’s one thing we can’t adapt: we can’t adapt to what we weren’t made for. That’s why we can’t do everything by ourselves. We need each other to adapt. 
 hat's it.
Denison 

🇧🇷 Numa plantação de palavras não existe tempo para plantar ou colher. Palavras existem para serem faladas, escritas e demonstradas. Uma nova estação pode chegar, mas as palavras têm o poder de fazer a estação. Podem transformar o ambiente, tocar corações, construir realizações e perpetuar memórias.
 A palavra de hoje é ADAPTAR. Uma das palavras que mais gosto. Penso no que seria deste mundo se não tivéssemos a habilidade de adaptação? A palavra significa “tornar ajustável”. É algo que pode tomar a forma de outra coisa, ou se encaixar a algo diferente, ou conectar duas ou mais coisas que não poderiam ser conectadas se não fosse pelo adaptador.
 E não é que eu só goste da palavra, gosto de adaptadores! Tenho uma bolsa cheia deles. Adaptadores de tomadas, elétricos, de computadores, áudio, vídeo, cabos e conectores, de câmeras, de redes, tenho até adaptadores para adaptadores, porque a indústria vive mudando as plataformas. Costumo trabalhar com apresentações visuais e não gosto de ser pego de surpresa. Na verdade, aprendi a me adaptar com a vida, porque cresci tendo que mudar frequentemente em função do trabalho do meu pai, então adaptar a novos lugares, amigos e situações se tornou normal e sou muito grato por isso.
 Adaptação é a nossa habilidade mais forte, mas tem algo que não nos adaptamos: aquilo para o qual não fomos feitos. Por isso não podemos fazer tudo sozinhos. Precisamos uns dos outros para adaptar. 
É isso.
Denison 

HANDWRITING / CALIGRAFIA

🇺🇸When I was in elementary school one of the exercises the teacher put us to do was practice handwriting. I don’t remember any of my classmates that liked to do that. We had this special notebook for handwriting practice and we had to write letters and words on it. At home my mother put me to practice too as part of my home work. I don’t remember my children had to do that in school and it seems like it’s something considered not appropriated for today’s educational standards. Things change and we have to face that.
Writing is one of the more important abilities human beings have. Connecting knowledge with symbols, knowing how to interpret them, learn the differences from several languages show how better designed our mind is compared to other creatures in this planet. It’s a brain exercise that combines several mental and body actions at the same time. There are studies defending the idea that our handwriting tells much about our personality. But for me, what is most important is that who’s reading what I wrote to understand.
After years practicing I got a good handwriting. Usually I get compliments about it. As I grew up that became very important to me. I still do the exercises my mom taught me when I was a child, so I can still have a firm grip and the ability to draw well traced letters. Handwriting became a reference to me about putting my best on what I’m doing, specially with something that combines mental and body actions.
We always hear people saying we should do our best and one of the best things most of us can do is to develop the ability of coordinate several different actions at the same time. Next time you take a pen or pencil remember that. Remember that is not only about your handwriting but it’s about you being able to do more. For this simple thing you can find a way to do greater things. Hands on the job!
That’s it. 
Denison
🇧🇷Quando eu estava na escola primária um dos exercícios que a professora nos fazia praticar era caligrafia. Não lembro de nenhum na classe que gostasse de fazer. Tínhamos um caderno especial para praticar e escrever letras e palavras nele. Em casa minha mãe me punha pra praticar também como parte do meu dever de casa. Não lembro dos meus filhos terem que fazer isso na escola e parece ser considerado inapropriado nos padrões atuais de educação. As coisas mudam e temos que assimilar.
Escrever é uma das mais importantes habilidades que humanos têm. Conectar conhecimento com símbolos, saber como interpreta-los, aprender a diferença entre aos idiomas mostra como nossa mente é superior quando comparada a outros seres neste planeta. É um exercício cerebral que combina diversas ações mentais e corporais ao mesmo tempo. Têm estudos que defendem a ideia de que nossa caligrafia fala sobre nossa personalidade. Pra mim, o mais importante é que quem lê possa entender.
Depois de anos de prática fiquei com uma boa caligrafia. É comum receber elogios por ela. Se tornou importante à medida que cresci. Ainda faço exercícios que minha mãe me ensinou quando era criança, pra poder ter uma mão boa pra tracejar bem as letras. Caligrafia se tornou uma referência pra mim sobre colocar o meu melhor no que faço, especialmente quando combina ações mentais e corporais.
Sempre ouvimos pessoas dizendo que devemos fazer nosso melhor e uma das melhores coisas que podemos fazer é desenvolver a habilidade de coordenar diversas ações ao mesmo tempo. Na próxima vez que pegar lápis ou caneta lembre disso. Que não é só sobre ter letra bonita, mas sobre ser capaz de fazer ainda mais. Por algo simples você pode encontrar um jeito de fazer coisas maiores. Mãos à obra!
É isso.
Denison