COLLEAGUES AND HOME OFFICE // COLEGAS DE TRABALHO E HOME OFFICE

🇺🇸 Spending most part of the day at the office do cause a huge impact in the life of the workers. One of the remarkable experiences working in an office place is the fellowship developed there. Although, a survey showed that the major cause of distraction at the office are the colleagues. Isn’t it ironic?  
Moving to a home office brings a different sense for the work dynamics. Is it good not having the distraction or is it bad lacking the fellowship? How to handle this difference working from home? Of course technology is what makes easier to bring work to our home and with technology comes the online chats. Of course, who never used it, even working from office? That’s the way to keep the fellowship.
The thing about that is at home there’s no supervision and the risk to spend more time chatting with friends goes up. Also let’s not forget the “coffee breaks”, that allow workers to spend a little more time interacting to each other. Yes, we can have coffee breaks working from home too! But, there’s one thing that the office can’t offers: if you have roommates or family, you have the chance to use the coffee breaks to interact with them too. Why not? Don’t you think it’d be so important to strengthen those relationships?
Work and relationships are so important in our life that we should consider to give them the best we could. And if we have the opportunity to do that at the same time, it’s even better! Next post coming soon.
That's it.
Denison

🇧🇷 Passar a maior parte do dia no escritório causa um grande impacto na vida de quem trabalha lá. Uma das experiências marcantes no escritório é o companheirismo desenvolvido lá. Se bem que uma pesquisa mostrou que a maior causa de distração no escritório são os colegas. Não é irônico?
Mudar para um home office traz um senso diferente da dinâmica do trabalho. É bom não ter a distração ou é ruim a falta do companheirismo? Como lidar com essa diferença trabalhando em casa? Claro que a tecnologia tornou mais fácil trabalhar de casa e com a tecnologia vêm os bate-papos online. Quem nunca papeou mesmo trabalhando no escritório? Essa é uma maneira de manter o companheirismo.
O negócio é que em casa não tem a supervisão e o risco de gastar mais tempo papeando com colegas aumenta. Também não vamos esquecer da “pausa pro café”, que permite os colaboradores terem mais tempo para interagirem. Sim, também podemos ter pausas pro café trabalhando em casa! Mas tem uma coisa que o escritório não dá: se você mora com mais pessoas, você tem a chance de usar as pausas para interagir com eles também. Que tal? Não acha que é importante fortalecer esses relacionamentos?
Trabalho e relacionamentos são importantes na vida e deveríamos considerar dar a eles nosso melhor. E se temos a oportunidade de fazer isso ao mesmo tempo, melhor ainda! Próximo post em breve aqui.
É isso.
Denison

NEIGHBOR AND SISTER // VIZINHA E IRMÃ

🇺🇸 There’s nothing unusual in having a sister or another member of the family as a neighbor. I’ve seen several cases like that. Usually members of the same family like to live close to each other to keep sharing good moments, allowing cousins growing up together, or just to share the family property.
 What is unusual is when two sisters live next door to each other, but they don’t know it. Are you asking how? That happened in Wisconsin. Hillary found out about her biological parents and searching the genealogical tree also discovered she has siblings. In 2017 a new neighbor moved to the house next door and coincidently she has the same name as one of her biological sisters, Dawn Johnson. Coincidence?
 After taking some time observing the new neighbor she decided to take action and talk to Dawn. She welcomed her to the neighborhood, ask about her name, about her parents, until Dawn admitted Hillary was her sister. Dawn was surprised about that, because she looked fo 20 houses before decided to move to that specific one. Now they are reunited the are spending most time together possible. It’s like to start a new life. I use to say that we live in a small world that keeps turning around. There are connections and also we are crossing on to each others path. Sometimes it may be as good as to meet a lost sibling.
 Is our life so busy that we just can’t notice people around us? How would be possible to change the situation and start to bring new friends, interesting people to our life? How curious are you about that? 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Não tem nada de incomum em ter uma irmã ou outro membro da família como vizinho. Já vi vários casos assim. É comum membros da mesma família gostam de viver próximos para poderem partilhar os bons momentos, permitir que os primos cresçam juntos ou apenas para partilhar a propriedade da família.
 O que é incomum é quando duas irmãs vivem ao lado uma da outra, mas não sabem. Está se perguntando como é possível? Foi no Estado de Wisconsin, EUA. Hillary descobriu seus pais biológicos e procurou mais informações na árvore genealógica até descobrir que tinha irmãos. Em 2017 uma nova vizinha mudou para a cada ao lado e tinha o mesmo nome de uma das irmãs biológicas. Coincidência?
 Depois de algum tempo observando a nova vizinha, ela decidiu fazer alguma coisa e conversar com Dawn. Deu as boas vindas ao bairro, perguntou o nome, sobre os pais, até que Dawn admitiu que Hillary era sua irmã. Dawn ficou surpresa, porque ela havia olhado 20 casas antes de decidir por aquela. Agora que foram reunidas elas passam grande parte do tempo fazendo coisa junto. É como um recomeço na vida. Costumo dizer que vivemos num mundo pequeno e que dá voltas. Existem conexão e também cruzamos o caminho uns dos outros. Às vezes pode ser tão bom quanto encontrar um irmão perdido.
 Em nossa vida tão agitada não dá pra notar as pessoas ao nosso redor? Como poderíamos mudar a situação e trazer novos amigos, pessoas interessantes para nossa vida? Isso não te dá curiosidade? 
É isso.
Denison 

TIMER

🇺🇸 In July of 1994 Brazil won the World Cup. In the final my parents and my sister were in my parent’s house to watch the game. It was tense! Game went to penalties. Every kick was like a test to our heart. Brazil scored 4 out of 5 and Italy scored 3 out of 4. They still had one kick to tie up and keep the penalties going.
 My family was holding their breath when Baggio, best Italian player, started to run toward the ball, when the TV turned off. They got so confused, had no idea of what’s going on. They tough energy was down, but the lights in the house were on. They heard the neighbors yelling at the streets, celebrating. They were so frustrated about what happened and for missing the kick that made Brasil the champion.
 Soon the TV was working again. My dad was confused about that. It was a new TV and there was no explanation for stop working and suddenly went back to normal. Then my dad remembered, he was testing the TV before the game, because it was a new TV. He tried the timer and put the timer ON scheduling a supposed time the game would be over. He wasn’t counting with the game going to overtime or to penalty kicks and he forgot about the timer when the game went longer. Coincidently the timer was scheduled to the exact moment of the last penalty kick. .
 If we surrender the control to someone (or something) else that's what happens. We become hostages of their willing. A timer could be good, but having the control to decide to go on or to stop is even better! 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Em julho de 1994, na final da Copa, meus pais e minha irmã estavam na casa dos meus pais para assistir o jogo. Foi tenso! O jogo foi pros pênaltis. Cada cobrança era um teste para o coração. Brasil tinha batido 5 e marcado 4 e a Itália marcado 3 e faltava a quinta cobrança. Era o pênalti que decidiria.
 Minha família estava segurando a respiração quando Baggio correu para a bola e no mesmo momento a TV desligou. Eles ficaram confusos, sem a menor idéia do que aconteceu. Acharam que foi falta de energia, mas as luzes da casa estavam acesas. Ouviram os vizinhos gritando na rua comemorando. Mas ficaram super frustrados pelo que aconteceu e por terem perdido o lance que deu o título ao Brasil.
 Logo a TV estava funcionando de novo. Meu pai estava intrigado com isso. A TV era nova e não tinha explicação para parar de funcionar e voltar ao normal. Aí meu pai lembrou que ele estava testando a TV antes do jogo, porque era nova. Ele testou o Timer e ligou ele programando para desligar quando jogo acabasse. Ele só não contava que teria prorrogação e pênaltis e esqueceu do Timer quando o jogo demorou mais tempo que o programado. Coincidentemente o Timer desligou a TV exatamente no momento da cobrança do último pênalti.
 Se entregamos o controle para alguém (ou algo) isso é o que pode acontecer. Nos tornamos reféns da sua vontade. Um Timer pode ser bom, mas ter o controle para decidir parar ou continuar é bem melhor!
É isso.
Denison 

BRAZILIAN PASTEL // PASTEL

🇺🇸 A new Monday comes and it’s time to think about good things too. A lot of bad and complicated things are in line for the this week, but we can squeeze good things there too. One of the things is to pick something you like like or would like to eat and get it. Get today, because it’s a Sparkling Monday! Make it special!
 A very appreciated pastry in Brazil is the pastel. It’s a very thin fried dough, folded and stuffed with your creativity. Usually, cheese or ground beef, but Brazilians never stop there. There’s pizza pastel (stuffed with cheese, tomato and oregano), there’s bacalhau (cod fish) pastel, palmito (heart of palm) pastel and you can make them sweet to, with chocolate or doce de leite (sweet milk). These are just few examples.
 I think, almost anyone in Brazil have eaten one of those. There’s this amazing one we call “pastel de feira” (street fair pastel). Every street fair has a kind of a wagon, where people can buy pastel. Those pasteis are really big, it’s almost a meal. They’re deep fried right there, we just have to choose what filling we want in it. Usually we eat pastel with caldo-de-cana (sugar cane juice), which it’s also prepared right there, very fresh. But this could be another subject for another time. For those who have a chance to have Brazilians around, talk to them and say you’d like to try the pastel. They will be proud in helping you.
 When me and my family used to live in Brazil, we used to go every Wednesday to the street fair just to eat pastel. I miss it and just for writing about it, I have my mouth-watered. Do not miss the chance to try it!
That's it.
Denison 

🇧🇷 Uma nova segunda-feira chega e é hora de pensar em coisas boas também. Varias coisas complicadas e ruins poderão acontecer, mas podemos encaixar algumas boas no meio delas. Uma das boas coisas é escolher algo que realmente goste de comer e comer! Faça hoje mesmo, porque é a Sparkling Monday!
 Não sei se é o seu caso, mas eu amo pastel! Faz tempo que estou ensaiando para comer um. Aqui onde moro não é em todo lugar que encontramos pastel, temos que ir a mercados ou lanchonetes brasileiras. E não se engane, nunca troque um pastel por uma “empanada”, não é a mesma coisa. Mas sempre que tenho a chance de encontrar onde tem pastel eu como. Seja em uma lanchonete ou em festinha.
 E pastel de feira? Huummm! Quando ainda morava com minha família no Brasil, toda quarta-feira a gente ia na feira, mesmo que fosse só pra comer pastel. Pastel de pizza, de palmito, mesmo de queijo ou de carne. Já pastel doce não é minha preferência, mas um pastel de doce de leite também cai muito bem! Obviamente não da pra falar em pastel de feira sem falar em caldo de cana. Eu curtia mais o caldo-de-cana com abacaxi. Só de escrever e lembrar deixa a boca cheia d’água. Muito difícil um brasileiro que não goste de pastel, então, se você tiver a chance aproveite hoje e coma um pastel por mim também!
 Certas coisas ganham um valor especial, principalmente quando não temos mais à disposição. Mas toda segunda-feira está aí. Você pode fazer dela um dia especial, em cada pequeno detalhe. Vale a pena.
É isso.
Denison