SELF DISCIPLINE // AUTO DISCIPLINA

🇺🇸 Monday is Sparkling Monday day for me. Some people like what I write here too, although it’s very similar with a lot of other people also right. Talking about happiness, health, caring it’s something that matters to a lot of people more and more. Every one has a special recipe to get there. Which one works for you?
 I’m going to talk about the worst enemy of every personal purpose, every decision to change, every act of persistence. Everybody is good to start, but to finish is another thing. Most of people, I’ve been there too, suffers with the lack of strength to keep doing the “new thing” that is going to change life completely. This enemy is the lack of self discipline. This is what makes us fighting when our own will wants us to stop.
 How to develop self discipline? There’re books about that, but finishing the book is a problem for you? I believe that self discipline has to do with a battle in our mind. Until you settle your mind with discipline, your body won’t respond positively. When we control your thoughts, we’ll be able to control our will. Try this. Take a time, start with 1 or maybe 5 minutes. Sit comfortably, close your eyes and blank your mind. Don’t think about anything. Keep a mental image like you’re in a dark room. No image at all. Do this every day and every 2 week increase the time until you can make it for no more than 15 minutes.
 We can't have self discipline until we become able to control the flow of our thoughts. Once we become able to do that, we’ll say “don't do that” to ourselves and our body won’t be able to resist that order. 
That's it.
Denison 

🇧🇷 Segunda-feira é dia de Sparkling Monday para mim. Algumas pessoas gostam do que escrevo, embora seja parecido com o que muita gente escreve também. Falar de felicidade, saúde, cuidado é algo que muita gente se importa. Cada um tem uma receita especial para conseguir. O que funciona pra você?
 Vou falar do pior inimigo de cada propósito pessoal, cada decisão para mudar, cada ata de persistência. Todo mundo é bom para começar, mas terminar é outra coisa. A maioria, e me incluo nisso, sofre com falta de força para manter a “nova coisa” que vai mudar a vida completamente. Esse inimigo é a falta de disciplina. É isso que cria uma batalha quando nossa própria vontade pede para que paremos de fazer.
 Como desenvolver auto disciplina? Existem livros sobre isso, mas terminar de ler o livro é um problema pra você? Creio que auto disciplina tem a ver com luta em nossa mente. Até você condicionar sua mente com disciplina, seu corpo não vai responder positivamente. Quando controlamos os pensamentos, controlamos nossa vontade. Tome um tempo, 1 ou 5 minutos. Sente-se confortavelmente, feche os olhos e não pense em nada. Mantenha uma imagem mental como se estivesse num quarto escuro. Não imagine nada. Faça isso todo dia e a cada duas semanas aumente o tempo, sem passar de 15 minutos.
 Não dá pra ter auto disciplina enquanto não controlarmos o fluxo de pensamentos. Quando formos capazes disso, diremos “não faça isso” para nós mesmos e nosso corpo não terá condições de resistir.
É isso.
Denison 

ONLINE GRADES // NOTAS ONLINE

🇺🇸 Are we dominated by technology already? Maybe not like in Matrixx movie, but more like we are allowing technology to get our attention more than we should. We create this need and keep justifying with defensive arguments. This battle will still go on until we find a healthful way to use it in our daily routine.
 There’re two things I consider intriguing on this subject: There’re so many articles and videos warning us about the excessive use of technology and how can we access them? Through technology. Does it make sense? The other is about how much adults blame children for being addicted on using smartphones, but adults are as much addicted as children. The difference is children don’t care of justifying their addiction.
 Recently I’ve read an article about schools adopting to share students’ grades online so parents can have immediate access to them and that can help the parents to work on their children’s academic progress. Now they noticed the parents are becoming obsessive about checking the grades all the time. I would hate is they have this online system when I was in middle school. My mom would drive me crazy more than she did. So it seems that even good reasons can bring new problems. For me is evident the problem is not on the devices, but in how we’re managing our own life. How can we get the best of all worlds?
 We can’t. We have limits. There’re things we can only get if we give up another one. It’s a self-discipline issue and we're losing it. There’s a cure for that. But who likes to take medicine? That is another problem.
That's it.
Denison 

🇧🇷 Já estamos dominados pela tecnologia? Talvez não como no filme Matrixx, mas mais como deixando a tecnologia dominar nossa atenção mais do que devia. Criamos essa necessidade e ficamos justificando com argumentos defensivos. Essa guerra vai terminar quando encontrarmos um jeito saudável de usá-la.
 Têm duas coisas que me intrigam nisso: Existem tantos artigos e vídeos alertando sobre o uso excessivo da tecnologia e como podemos acessa-los? Através da tecnologia. Isso faz sentido? A outra coisa é o quanto os adultos acusam as crianças de serem viciadas em usar smartphones, mas adultos usam tanto quanto as crianças. A diferença é que as crianças não se importam em justificar sua dependência.
 Recentemente li um artigo sobre escolas adotando o sistema de acesso online às notas dos estudantes, assim os pais podem ver imediatamente a nota e acompanhar o desenvolvimento dos filhos. Agora notaram que os pais estão ficando obsecrados em ficar checando as notas o tempo todo. Eu odiaria se tivesse esse sistema quando eu estivesse no ensino fundamental. Minha mãe ia me enlouquecer mais do que fazia. Parece que bons motivos podem criar novos problemas. É evidente que o problema não está nos aparelhos, mas em como lidamos com eles. Da pra ter o melhor de todas as coisas?
 Não da. Temos limites. Certas coisas só teremos se abrirmos mão de outra. Questão de auto-disciplina e estamos perdendo isso. Existe cura, mas quem gosta de tomar remédio? Aí já é outro problema. 
É isso.
Denison