ANTENNA // ANTENA

🇺🇸 If someone says antenna, my mind goes to TV. I grew up in the 70’s with black&white TVs, with internal antennas, which were a challenge to get a good image. While we’re watching we need to change the antenna’s position time to time. I had to find the antenna’s position with almost a millimeter precision.
 Then the satellite TV came, with the dish antenna. The screen image was perfect at least if a wind storm did change the antenna’s position. Now we don’t thing about TVs when someone says antenna. Later, cellphones started to use antennas for better reception. They still use it, but it’s an in-bodied version of it. The image of an antenna inside our living room is getting lost. Today, we use think of antenna as a tower.
 Antennas are instruments for catching and sending signals, but they can’t interpret the signal. They are part of a more complex mechanism. Antenna, receiver and transmitter. The receive interprets the message’s code that’s is coming and the transmitter do the same for the sending message. I’ve seeing people who acts like an antenna. They live to catch what is happening. They like to know what people are talking and whom they are talking about. Most of the time they are not interested in understanding what’s really going on, they just want to know and talk to others about it. Usually, that doesn’t end up good.
 We live in the communication era and of course there’s a lot o things being said. The part we’re playing in this complex environment will contribute or not to communication and relationships. Did you get it?
That's it.
Denison 

🇧🇷 Se alguém fala de antena, minha mente pensa numa TV. Cresci nos anos 70 com TVs preto-e-branco, com antenas embutidas, que eram um desafio pra ter boa imagem. Tínhamos que ficar mexendo na antena durante os programas. Eu tinha que achar a posição da antena quase que milimetricamente.
 Então vieram as antenas parabólicas. A imagem era perfeita, pelo menos enquanto não dava um vendaval e tirava a antena da posição. Agora não pensamos em TVs quando falamos de antenas. Depois, celulares começaram a usar antenas para melhor recepção. Ainda usam, mas são uma versão embutida. A imagem de uma antena está sumindo da mente. Hoje, pensamos em antenas como torres.
 Antenas são instrumentos para capturar e enviar sinais, mas não para interpretar. São parte de um mecanismo complexo. Antena, receptor e transmissor. O receptor decodifica a mensagem que chega e o transmissor faz o mesmo com a mensagem que vai ser enviada. Já conheci pessoas que agem como se fossem antenas. Vivem para capturar o que está acontecendo. Gostam de saber o que estão falando e sobre quem estão falando. Na maior part do tempo não estão interessados no que realmente está acontecendo, apenas querem saber e falar para os outros. Normalmente, isso não termina bem.
 Vivemos na era da comunicação e claro, muita coisa está sendo dita. O papel que desempenhamos nesse ambiente complexo vai contribuir ou não com a comunicação e os relacionamentos. Captou?
É isso.
Denison 

PROACTIVE/REACTIVE // PROATIVO/REATIVO

🇺🇸 What do you do when the alarm sounds at wake up time? Hit the bottom and jump out the bed or hit the snooze bottom and get a little bit more time in bed? Maybe the alarm can help us to understand about being proactive or being reactive. Which one are you? Let’s see the definitions.
Proactives: They are aware of themselves and take control over their own actions. The proactives know what to do, even if sometimes mistakes are made. They don’t look for excuses, but take the responsibility. They accept there’re limitations, and try to find the way to get over it. They prefer see others as collaborators and try to get them involved. They are full of initiative, and seek to know what to do next.
Reactives: They are aware of the others and transfer the control of their actions. They wait for someone to tell them what to do, and are ashamed of their own mistakes. They use excuses, and try to blame someone else. Limitations are respected and usually they take time to get over them. They see others as competitors and try to win over them. They observe what others are doing to see what they can do too.
Both have attitude. This is one of the most important qualities for an outstanding worker, have the right attitude. This is one very interesting thing when we think about standing out on what you’re doing. 
We can’t change our personality neither our talent, but we can choose our attitude. The way we choose it will determine how proactive or reactive we are becoming. It’s a choice we can make early in the day.
That’s it.
Denison

🇧🇷 O que fazer quando o alarme dispara na hora de acordar? Apertar o botão e pular da cama ou apertar o botão do soneca e ficar um pouco mais na cama? Talvez o alarme possa nos ajudar a entender sobre ser proativo ou ser reativo. Qual dos dois é você? Vamos ver as definições:
Proativo: Tem consciência de si mesmo e assume o controle de suas ações. Ele sabe o que fazer, mesmo quando erros são cometidos. Ele não procura por desculpas, mas assume a responsabilidade. Aceita que existem limitações, e tenta encontrar a melhor maneira de supera-las. Prefere ver os outros como colaboradores e tenta envolve-los. É cheio de iniciativa e busca saber o que fazer em seguida.
Reativo: Tem consciência dos outros e transfere o controle de suas ações. Ele espera por alguém dizer o que fazer e tem vergonha dos seus erros. Usa desculpas e tenta jogar a culpa em alguém que não ele. Limitações são respeitadas e normalmente levam tempo pra supera-las. Vê os outros como competidores e tenta ganhar deles. Observa o que os outros estão fazendo pra ver o que fazer também.
Ambos têm atitude. Esta é uma das mais importantes qualidades pra quem tem excelência, ter a atitude correta. Isto é uma coisa muito importante quando pensamos em nos destacar naquilo que fazemos.
Não podemos mudar nossa personalidade nem talentos, mas podemos escolher nossas atitudes. Como escolhemos determina quão proativos ou reativos somos. É uma escolha que fazemos cedo a cada dia.
É isso.
Denison