INTERACTION AND WILLPOWER // INTERAÇÃO E VONTADE

friendly business people interacting during conference break

“For most, interaction is more of a willpower than an ability”.

Some people consider interaction as a challenge. Approaching strangers, getting fit in a group, developing a conversation it might seem easy for some people, but not to everybody. Probably most of people doesn't have this natural ability.

That doesn't mean that, for those who doesn't have this natural ability, they should get accommodated and just accept this situation. Even not having the natural ability to easily interact, human beings are social creatures. We have the natural ability to learn and to develop natural skills. It will depend on our willing to get them. When it comes to interaction, even natural ability will be benefited of a portion of willpower. Natural abilities need to be improved too. Improvement comes with good practices. It requires effort, persistence and positivity.

At the end, this is about fighting against ourselves, not to become a different person, but to bring out the best version of who we are.

That's it.

Denison

“Para a maioria, interação é mais uma vontade do que uma habilidade”.

Para algumas pessoas interação é um desafio. Abordar estranhos, se ajustar num grupo, desenvolver uma conversação pode parecer fácil para algumas pessoas, mas não para todo mundo. Provavelmente a maioria não tem essa habilidade natural.

Não significa que, para os que não têm essa habilidade natural, deveriam se acomodar e aceitar essa situação. Mesmo não tendo a habilidade natural de interagir facilmente, seres humanos são criaturas sociais. Temos a habilidade natural de aprender e desenvolver habilidades naturais. Vai depender de nossa vontade de adquirí-las. Quando se trata de interação, mesmo habilidades naturais vão ser beneficiadas de uma dose de vontade. Habilidades naturais precisam ser aprimoradas também. Desenvolvimento vem com boas práticas. Requer esforço, persistência e positividade.

No final, é uma questão de lutar conosco mesmos, não para sermos uma pessoa diferente, mas para trazer à tona a melhor versão de quem somos.

É isso.

Denison

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s