PHOTO FRAME / PORTA RETRATO

🇺🇸 I don’t like to generalize, but I think it’s one of the most common things we can see. Most of them come as a gift. End of the year, Secret Santa, it’s almost impossible not to see one of them around, easily identified as a wrapped rectangle. Usually anybody complains if ends up taking one of them to home.
In fact we have pictures, we can print them at home, so it’s easy to get one photo, frame it and put it over the console table. Every time people come to the house for a visit, it’s an excellent distraction to look to the collection of photo frames and talk about every situation and memory each one of them brings. 
In a lovely way, we do something that’s almost impossible: we freeze the time. Every photo frame freezes a fraction of the time and puts in front of us that moment and everything that it represents. We can talk for a long time about a funny or interesting episode related to that picture. For those who are telling the story, time is frozen, like we can revive the same sensations left in the past and retained in a frame.
What if we could freeze time? Which moments would you frame and keep over your furniture? Why? Just to keep the feelings? What to do with those feelings? Are they making our life better or hurting us even more? What would we say to people when they ask us about it? Would we want to bring them back? 
It’s good the photo frame only holds the picture. We wouldn’t know what to do with those moments. We've struggled to deal with the moments in the present, imagine have to keep dealing with it’s already gone! 
That’s it.
Denison

🇧🇷 Não gosto de generalizar, mas acho que é uma das coisas mais comuns que vemos por aí. A maioria vem como presente. Fim de ano, Amigo Secreto, é quase impossível não ver um deles, facilmente identificável como um embrulho retangular. Normalmente quem leva um pra casa não acha ruim.
Na verdade temos fotos, podemos imprimi-las em casa, então é fácil pegar uma foto, colocar na moldura e por sobre a mobília. Toda vez que alguém vem visitar é uma excelente forma de distração olhar a coleção de porta retratos e conversar sobre cada uma das situações e lembranças que cada uma traz.
De uma forma amável, fazemos algo quase impossível: congelamos o tempo. Cada moldura congela uma fração do tempo e poe em nossa frente aquele momento e tudo o que significa. Falamos por longo tempo sobre um episódio engraçado ou interessante relacionado com a foto. Pra quem conta a história, o tempo congela, como se pudéssemos reviver as sensações deixadas no passado e retidas na moldura.
E se pudéssemos congelar o tempo? Quais momentos poríamos na moldura sobre a mesa? Por que? Só pra manter os sentimentos? O que fazer com eles? Estão fazendo nossa vida melhor ou nos ferindo mais? O que diríamos às pessoas quando nos perguntarem sobre eles? O que traríamos de volta?
O bom é que a moldura só guarda a foto. Não saberíamos o que fazer com esses momentos. Já temos lutado com os momentos do presente, imagine ter que lutar também com aquilo que já se foi!
É isso.
Denison

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s